26 outubro 2014

{Resenha} O Sobrevivente - Gregg Hurwitz



Nome do livro: O Sobrevivente
Autor(a): Gregg Hurwitz
Editora: Arqueiro
Nº de Pág: 368
Classificação:
Sinopse: No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida: reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas. De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível: criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho.Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico.
Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela máfia ucraniana e recebe uma ameaça, precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher - pela qual ainda é apaixonado - e a filha adolescente, que não o reconhece como pai , serão brutalmente assassinadas.Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recupera sua confiança e seu amor.
Há alguns anos o soldado Nate Overbay era casado com a mulher de sua vida, tinha uma filha linda e morava com as duas na casa com que sempre sonhara. Porém, após assistir à morte do melhor amigo em uma emboscada no Iraque, Nate jamais conseguiu se recuperar, o que acabou levando ao fim de seu casamento e ao afastamento da filha. 

Sozinho e sem perspectivas, ele é diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica. O prognóstico é o pior possível, em algum tempo ele não sera mais capaz de se locomover, comer ou falar. Diante da nova realidade, o agora ex- soldado decide subir ao último andar de um banco, saltar e acabar com seu sofrimento. 

Enquanto ele reúne forças para pular da janela de um banheiro, um grupo de assaltantes invade o lugar e começa a atirar aleatoriamente em funcionários e clientes. Sem nada a perder, Nate resolve enfrentá-los e, com a arma de um deles, começa a eliminá-los um a um. O Chefe do bando consegue fugir, mas antes de deixar o local, faz uma ameaça: " Ele vai fazer você pagar. De maneiras que você nem imagina."

Em pouco tempo Nate descobre o que isso significa. Ao interromper o assalto ele frustou o plano de Pavlo, um mafioso ucraniano, de colocar as mãos num item especifico guardado dentro de um cofre. Furioso, o implacável chefão lhe faz um ultimato, ou ele volta ao banco e consegue roubar o que Pavlo quer ou assistirá a seus capangas matarem sua filha e sua ex-mulher. Agora, Nate só tem uma chance de proteger as pessoa que ama, ainda que essa seja a última coisa que consiga fazer. 

Já conheço Gregg Hurwitz de Você é o próximo e Você está sendo vigiado (Esse ainda preciso resenhar), então já estava familiarizada com a escrita do autor.

Nesse livro é tudo muito rápido, logo no inicio sabemos os motivos e todos porquês, o que acompanhamos no decorrer do livro  são  os meios que Natan vai achar para defender Janie, sua ex-esposa, Cielle, sua filha, se livrar da máfia, convencer o único agente do FBI de que ele não é louco, roubar algo que está dentro de um cofre, eliminar pessoas da mafia ucraniana, lidar com a visão de seu amigo que foi morto no Iraque, e tudo isso sofrendo de esclerose lateral amiotrófica, doença essa que o faz perder a coordenação, cada vez mais visível. Ufa.

Eu tive que pegar o livro três vezes para poder concluir, ele é arrastado em certas partes, mas isso foi um ponto falho meu que não estava pronta para o livro, afinal, ele apenas é "arrastado" porque o autor trata todos personagens com profundidade. As lembranças de Nate são tratadas com certo drama, o que leva o livro para duas categorias, suspense/drama. Talvez isso se faça necessário para que tenhamos laços mais profundos com o protagonista. São partes que tocam o coração até dos mais duros, como o meu rs, assim, depois de relutar um pouco, me rendi à leitura completamente.

Não há muito mistério no que vai acontecer no final, e sim COMO vai acontecer, Nate tem como missão entrar no banco e pegar de dentro do cofre o que a máfia ucraniana não conseguiu pegar, o problema é quando ele descobre o que tem no cofre, ai que o bicho começa a pegar, e eu tenho uma única coisa a dizer sobre o livro, deveria virar filme!! porque ação é uma coisa que não falta, a amarração da história, os desfechos durante, sim, durante o livro são ótimos, daqueles de falar PUTZ agora ferrou.

O final não é de todo aquele, nossaaaa que final, mas atinge o que é esperado, a trama é bem arquitetada, algumas passagens forçadas, mas o mais interessante, é que no meio do livro você acha que pronto, está solucionado o drama de Nate, mas ai olha e vê que falta mais da metade pra acabar, eu logo pensei: "gente, como o autor vai sustentar isso, e não é que deu super certo?! Ainda bem que eu insisti.

Gregg Hurwitz entra pra lista dos queridos com esse terceiro lançamento, está do ladinho de David Baldacci que logo poderão alcançar Coben e Sheldon. Assim espero, estava carente de livros assim.

Mistério, Thriller, Suspense, Drama, Romance, escolha a categoria, tenho certeza que você vai se surpreender. Agora fico ansiosa pelo próximo lançamento do autor.

Um Beijo

15 comentários:

  1. tem um ar de adrenalina, sinto é um daqueles livros que você vai lendo o coração apertando, a cada tiro e perseguição você dá uns pulos!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Sara, não imaginei que o personagem tivesse ELA, definitivamente, uma doença difícil de se suportar. Mas a trama em si não chegou me atrair, ainda mais você dizendo que é arrastado em algumas partes. Mas valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Sara.
    Nossa, conforme fui lendo sua resenha fiquei com a impressão que teria uma narrativa super ágil e fluida, cheia de adrenalina, me surpreendi quando você disse que tem suas partes arrastadas....essas partes acabam comigo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  4. Oi, Flor! Tudo bom?
    Uau que reviravolta não é mesmo? Quando você descreveu que ele possuía tudo o que sonhava eu já esperava, infelizmente algo impactante, mas não esperava tanto impacto assim, fico triste pelo fim do casamento e a ligação com a filha não existir mais.
    Sinto que o Destino colocou tudo em ação para ele. Decidir cometer suicídio e no lugar que ele está um assalto acontece? Sei que tem algo ai, ainda mais diante do valor que os assaltos estavam atrás. Como você mesma disse, tudo acontece de maneira rápida e aposto que ele está contando os minutos para mantê-las vivas. Adorei saber que outros volumes foram publicados e com certeza estarei indo atrás da história! Adorei a resenha <3

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  5. Fui fisgada pela capa, mas eu sempre me canso quando um livro tem partes arrastadas =\ Não me importo que a história demore a acontecer desde que a narrativa consiga segurar a onda, mas se o leitor sente, eu acabo me cansando.
    Essa é a segunda história que vejo sobre ELA. Já li um livro sobre o assunto, mas parece bem diferente, chamado Souvenir.
    Beijos
    Iris
    literalmentefalando.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ola Sara a premissa do livro é maravilhosa , gostei muito , fiquei mega curiosa para a leitura após sua resenha . O protagonista que vira herói a refém por conta de salvar um assalto . Espero que ao ler a leitura não se arraste gosto de livros que fluem sem se tornar pesados. beijos lindona

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Já havia lido uma resenha desse livro e na época não levei tão a sério, acho que a sua resenha me chamou mais atenção. Saber que a história é um misto de drama/suspense me cativou bastante e saber que tem pontos com ação, melhor ainda. As vezes alguns livros com potencial se perdem por conta de preocupação excessiva com os personagens e menos com atitudes e tal.

    Já que você comentou que o livro merece um filme eu pergunto: Qual ator você escalaria para o papel de Nate?

    Bjs
    Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  8. Flor, que livro perfeito para filme! Que rololo é esse?! Credo! Até imagino como deve ser cheio de reviravoltas e seus dramas...

    Bjus!

    ResponderExcluir
  9. Oi Sara, tudo bem? Quando li a sinopse eu logo pensei, nossa, esse livro daria um ótimo filme de ação. Achei interessante o personagem e essa carga de drama que a doença e a morte do amigo lhe deu, deve dar ainda mais profundidade ao livro, além de ver sua ex-esposa, que ainda ama, e sua filha serem ameaçadas.

    Gostei muito da resenha. não conhecia o autor, mas vou ver se consigo ler o livro.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  10. Ai, o cara tem ELA? Acho que só com isso eu já começaria a chorar, essa doença é tão horrível, imagino o desespero de ter que fazer tudo o que ele precisa fazer ainda sentindo os efeitos da doença... Que bom que depois de você ter questionado como o autor conseguiria sustentar a história porque aparentemente estava tudo resolvido e ele te surpreendeu e conseguiu te manter interessada. Gostei da mistura de drama/suspense, mas não sei se meu coração aguentaria essa leitura não... hehe...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sara!
    Uau, esse livro deve ser ótimo!
    Confesso que já faz algum tempo que li um livro do gênero e não havia percebido o quão carente eu estou de histórias de ação, suspense e mistério. O último que li acho que foi do Baldacci e adore. "O Sobrevivente" foi para a lista dos desejados. Quando eu ler volto para te contar o que achei.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Sara, que bom que apesar dos altos e baixos do livro você curtiu a leitura.
    Pelos seus comentários a história parece mesmo ter muito potencial, mas não sei se encaro.. esses momentos onde ela se arrasta acabam comigo. Vou ler a resenha de 'você é o próximo', quem sabe me anima mais =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  13. Eu adorei a premissa do livro, misturando o drama pessoal ao suspense pra descobrir o que tem no cofre e à toda ação que a trama pede. Meu único medo é esse lance de o personagem ter ELA, então já estou imaginando que o final não vai ser láááá essas coisas. =/ Mas ainda assim daria uma chance ao autor e à história. Curti muito a dica!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho a péssima mania de julgar um livro pela capa e esse foi um que julguei, olhando ele pela capa eu jamais iria imaginar que a história fosse como você descreveu e não é que eu fiquei curiosa sobre o que vai acontecer com o protagonista? Imagino que vá ser bem complicado enfrentar essas coisas, mais ainda estando doente :c Enfim, adorei a resenha e se eu tiver oportunidade, vou ler logo esse livro oo/

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    não vou mentir, primeiro vejo a capa do livro, se eu gostar, procuro saber mais sobre ele. Quando foi lançado não dei um mínimo de atenção para "O Sobrevivente", por motivos de: Não gostei da capa.
    Mas quem vai se importar com a capa depois de ler uma resenha dessa, e saber do que o livro se trata?
    Gostei demais da premissa de suicídio no início do livro, se transforma em coragem para proteger a família.

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!