03 agosto 2014

[Resenha] Roleta Russa - Jason Mathews

jason Mathews
Nome do livro: Roleta Russa
Autor(a): Jason Mathews
Editora: Arqueiro
Nº de Pág: 432
Classificação: 
Sinopse: Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo.Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR.Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.
Com um autor que é ex Diretor de Operações da CIA, onde trabalhou por nada menos que 33 anos, Roleta Russa é um dos melhores livros de espionagem e conspiração que já li. Com uma trama que se passa na Russia atual em que é governada com a mão de ferro de Vladimir Putin, o autor sugere, que talvez, as coisas entre Russia e EUA não estejam assim tão calmas.

Roleta Russa é um livro denso, tenso, cheio de detalhes, siglas e nomes complicados. Nathaniel Nash, ou Nate é um jovem agente secreto da CIA que protege um informante Russo, Marble, um senhor Russo que trabalha para a Sociedade Secreta Russa (SVR). Ocorre que, o último encontro de ambos não sai como o esperado e mesmo Nate tendo feito uma RDV (rota para detecção de vigilância) de 12 horas ininterruptas, a vida de seu informante está em risco.



Dominika Ergonova tinha um dom muito particular, um talento nato e "via a música" ao dançar na Academia Pública de Coreografia de Moscou, sonhava dançar no "Teatro Bolshoi". Porém, a vida não trilhou por esse caminho e lhe tirou o pai, vítima de um AVC, fazendo com que a moça precisasse desistir desse sonho. Com o fim de sua carreira como bailarina, seu tio Vanya Ergonov (vice-diretor do SVR), propôs para a sobrinha, que ela fizesse um único serviço para ele: sair com um homem.

Dominika executa a missão com sucesso, entra para a Academia de inteligência Externa do SVR e para a "Escola de pardais" uma instituição que ensina a arte da sedução (voltado para a espionagem) para homens e mulheres. Antes que Dominika pudesse imaginar, estava em uma nova missao dada pelo tio: "neutralizar um agente da CIA".


É aqui que os caminhos de Nate e Dominika se cruzam, em um jogo de sedução x inteligência, ambos sabem a encrenca em que estão metidos quando se descobrem apaixonados. Nate consegue recrutar Dominika que, cansada do jogo sujo da SVR, decidiu que agora seria uma informante, uma espiã Russa para a CIA.


Agora, Dominika precisa usar tudo que aprendeu com a SVR contra ela mesma e Nate, precisa ser sangue frio o suficiente para não comprometer, novamente, a missão como acontecera com Marble.


Quem irá ceder? Quem jogará fora das regras? Prevalecerá a espionagem ou a atração? Descubra lendo Roleta Russa, uma mistura perfeita entre um thriller policial, com espionagem russa, com guerra de nervos, ahhhhhh mistura tudo, política (pois o livro tem a temática da Guerra Fria - EUA x Russia), exploração sexual, torturas físicas e psicológicas.


Masssss aviso aos navegantes, a narrativa não é totalmente fluida por conta dos nomes e termos. Para entender este livro você precisa estar total e completamente dedicada a ele, nada de leituras paralelas, você precisará ler continua e ininterruptamente para que os acontecimentos permaneçam frescos em sua memória e possam fazer o devido sentido.


Em contrapartida, o livro é tão bem escrito e bem descrito que você se sente espionando, basta escolher seu lado, porque é claro que não existe um lado totalmente certo e bem intencionado, obviamente que cada país é tendencioso e, muito embora Jason Mathews tenha feito parte do alto escalão da CIA, conseguiu oferecer uma trama realista, neutra na medida do possível.


Mas nem tudo é tão tenso quanto parece e de forma a quebrar essa seriedade, os personagens comem muito, vão a restaurantes, e assim, no começo de cada capítulo ou subcapítulo, existe uma receita referente ao que foi deliciado na história, como por exemplo:

PYTT I PANNANa manteiga bem quente, refogar separadamente cubinhos de carne, batatas e cebolas. Juntar os ingredientes na mesma frigideira, acrescentar um pouco mais de manteiga e temperar. Abrir um furo no meio da mistura e quebrar um ovo cru dentro. Mexer tudo antes de servir.
Eu não estava acostumada com esse tipo de leitura e me surpreendi com a carga histórica e com a lentidão que li, rs. Os personagens tem personalidade forte, utilizando sedução e inteligência em uma medida assustadoramente aprisionante, rs, no final, tive uma grata surpresa, pois aprendi muito, e me peguei em várias partes, segurando a respiração, com medo do que poderia acontecer e torcendo pelos personagens.

Recomendo a quem goste do gênero e a quem não tenha pressa de ler, pois foi um dos livros que mais demorei pra ler. Ah, e também a quem goste de séries, pois o livro dá a entender que teremos uma nova aventura.

15 comentários:

  1. A resenha foi muito bem explicada, mas confesso que não é o tipo de livro que me arrebata, na verdade não consigo me prender a essa carga investigativa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Chrys, menina quando li este livro eu me peguei apaixonada pela escrita do autor, e como você disse:É bem escrito e descrito, então impossível não gostar.
    Eu como sou fan do gênero, é claro que não poderia deixar de ler, e sobre os termo de não ter pressa, concordo com você, pois tem assuntos, palavras e significados ali, que caso você não leia com calma se perde mesmo, e nunca comece sem querer terminar, pois ele é totalmente vicioso. hahahahahaha
    E sobre as receitas, menina eu mesma estou louca para testar alguma ali. E fora que esta artimanha na leitura apenas nos atiça e nos deixa com fome.
    Adorei a resenha, e você levantou pontos excelente para os leitores que querem se aventurar na leitura.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  3. Chrys-minha-diva, adoro suas resenhas. Eu não li nada sobre este livro, mas confesso que quando se trata de thriller policial eu sempre prefiro assistir a um filme. Mas do jeito que você narrou seus próprios sentimentos ao ler Roleta Russa, nossa! Impossível não desejar conhecê-lo. Eu não sei se o lerei realmente, mas já anotei a dica (rs).
    Beijo carinhoso!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gosto do gênero mas vou precisar estar com mais tempo para ler pelo jeito como você disse, estou com o livro no Kobo só aguardando . Al´me de ser um ótimo livro ainda vem com as receitas amei. Perfeita sua resenha . beijos
    Joyce

    ResponderExcluir
  5. Chrys, estou com esse livro aqui na prateleira, será um dos próximos que vai para as minhas mãos. Quando fui em um evento da editora fiquei muitoo curiosa com ele, adorei na hora! Eu precisava ler, com a sua resenha fiquei ainda mais curiosa, esse toque das receitas é demais! Eu fiquei em dúvida entre assassinos do cartão postal e Roleta russa, acabei escolhendo esse, acredito que vai ser sem arrependimento!

    ResponderExcluir
  6. Ai, Chrys! Até tu me deixando com vontade de ler esse livro com capa de que não parece policial. Rs
    Essa coisa de ter que me dedicar exclusivamente a ele não é um problema pra mim, mas ler sem parar está sendo, meu ritmo de leitura caiu. Mas ainda quero ler, tá na lista.
    Beijinhos!
    Giulia - prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Livro de espionagem o/. Nunca li e tenho certeza que esse vai ser meu primeiro. Minha amiga tem ele, vou pedir emprestado enquanto o meu não chega. rsrsrs
    Amei sua resenha.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  8. Oi Chrys
    Quando vi esse lançamento desse livro não fiquei muito interessada, mas depois de ler sua resenha vou repensar minha opinião. Sou apaixonada por livros policiais e você falou tão bem desse livro que fiquei extremamente ansiosa para ler. Acho que vou comprar ele na Bienal de São Paulo.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  9. Oieee, eu já li várias resenhas positivas sobre o livro e mesmo assim não tenho interesse em ler, apesar da linda capa a história não conseguiu chamar minha atenção, não curto muito estas histórias de espionagem policial, justamente por causa do ponto que você também colocou na resenha: livro denso, tenso, cheio de detalhes, siglas e nomes complicados. Não gosto de livros que demoram para serem lidos, gosto de sentar e ler o livro em apenas poucas horas, gosto de histórias rápidas, simples porém emocionantes e este livro com certeza não me parece ter uma historia deste tipo rsrs, Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Olá, esse livro parece ser incrível. Desde que foi lançado, conferi a premissa e me interessei. Ainda não li nada desse autor mas sempre vejo ótimas recomendações. Achei a resenha bem bacana e só atiçou mais minha curiosidade acerca da história. Pretendo ler ainda neste ano.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  11. Achei o livro interessante desde o início, principalmente pelo fato do autor ser ex diretor da Cia. Desconfiei que isso colaboraria para a história ficar fantástica, e pelo jeito estava certa! Achei bem legal o autor ter conseguido oferecer uma história neutra na medida do possível. A única coisa que fez eu me desinteressar um pouco foi o fato de você acreditar que será uma série. :/

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Ain Chris!
    Eu já tinha me interesado pelo livro, mas agora... Eu ando curti livros policiais e esse tem elementos que eu nunca li antes: sedução e espionagem. Já curti a mocinha! Mas sua dica foi muito válida.. vou deixar para me dedicar a ele quando estiver de férias ou em algum feriado.. assim posso dar atenção exclusiva e total =D

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  13. Tem livros que acabamos lendo mais devagar por inúmeros motivos! Eu gosto do gênero, gostei o que mencionou sobre o aprendizagem, a parte histórica e os personagens!
    Eu gostei!
    Beijos!
    Paulinha Juliana - Overdose Literária
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu achei o livro bem legal.
    Tenho gostado desse gênero cada vez mais. Bem bacana essa parte a espionagem e CIA envolvida. Deve ser um livro bem eletrizante.
    Beijinhos!
    Olá Paula!
    Acho muito bacana você abrir esse espaço para divulgar os escritores nacionais.
    Adicionei alguns no meu skoob.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu gostei muito deste livro, é um gênero que adoro. Os personagens são espertos e interessantes e espero mesmo que tenha uma continuação, pois o gancho do final e de como terminou cabe mais um livro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!