13 junho 2014

[Resenha] A Máquina de Contar Histórias - Maurício Gomyde

Maurício Gomyde

Sinopse: Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.
Antes de qualquer coisa, preciso dizer que a Editora Novo Conceito nunca acertou tanto com um selo quanto com as novas contratações para o Novas Páginas. Há poucos meses recebemos a notícia de que o Maurício Gomyde estaria fazendo parte do grupo e agora, confesso, que ele está entre meus queridinhos nacionais ao lado da Fernanda Saads e do Ricardo Ragazzo e porquê? Pelo enredo espetacular, pela adorável narrativa e o desfecho perfeito dessa encantadora história.

Eu tenho a infeliz mania de pegar os livros e ler no escuro, sem conhecer a sinopse ou ler os textos trazidos em suas orelhas. Não porque eu goste de surpresas, o que definitivamente detesto, mas para não criar expectativas demais, não inventar uma história paralela e me decepcionar com o desenrolar dado aos personagens. Foi o que fiz com esse livro que exerceu sobre mim um fascínio imediato através de sua belíssima capa e diagramação. Conclusão, viciei!

Peguei o livro com a intenção de ler apenas um capítulo enquanto não começasse a abertura da Copa 2014. A decepção com a apresentação foi tão grande que larguei mão e continuei lendo e lendo e lendo... Quando dei por mim, estava na metade! Preciso mesmo dizer que o livro é bom???

Fui deitar pensando na história e só me rendi porque precisava levantar cedo no dia seguinte, tamanha era a vontade de permanecer conhecendo um pouco mais de Vinícius Becker, um famoso escritor, sua falecida e encantadora esposa Viviana Becker e suas filhas, a adolescente e intensa Valentina e a pequena e doce Vida. A Família V de verdade!

Vinícius começou cedo, ainda adolescente escreveu seu primeiro Romance romântico após receber da professora de literatura um livro de técnica de escrita, como forma de incentivo, esta identificou o talento de Vinícius em uma redação apontada pela diretoria como ofensiva e não queria que aquele episódio isolado tolhesse uma mente brilhante.

Viviana apoiava integralmente o sonho do marido, que finalmente chegara onde desejaram. Viviana estava grávida novamente e agora suas vidas estavam perfeitas, não fosse pelo diagnóstico de leucemia que prometia dar àquela família o inverso dos costumeiros finais felizes dos livros de Becker.

Entretanto, ao contrário do esperado Vinícius não aguentou a notícia e se afundou cada vez mais em trabalho, em reuniões, em lançamentos e se tornou uma máquina de contar histórias. Premiadíssimo, o mundo o conhecia, enquanto a cada dia ele conhecia menos e menos sua própria família. Como defesa ele se afastou e ao contrário do desejado pela esposa, ele não estava presente quando ela se foi.

Vida tinha apenas 4 anos e não entendia muito bem o que estava acontecendo, já Valentina, resolveu devolver ao pai o descaso com que tratou a esposa e as filhas nos últimos 4 anos e meio. Ambas tiveram uma reação completamente aceitável, enquanto o pai continuava fugindo da realidade e arrumando desculpas, claro que para si mesmo, por não estar ali.

Agora Vinícius precisa conhecer suas filhas e reconquistá-las e para isso, nada melhor que uma viagem à Europa. Com detalhes planejados a dedo, será que Valentina baixará a guarda? será que Vinícius conseguirá retomar as rédeas de sua caótica vida pessoal?

Eu adorei tudo. A construção das personagens, suas personalidades, os acontecimentos que ao final se encaixaram perfeitamente da primeira à última página, e também, as diversas dicas de escrita dispersas pelo livro todo, afinal, Vinícius é "o escritor".

Valentina tem muito do pai, principalmente no amor por histórias, por livros, mas não o perdoa e ela tem razão, afinal, que tipo de marido não abandona tudo para compartilhar os últimos momentos de quem lhe deu a vida toda? Vinícius tem a equivocada convicção que a vida é como seus romances em que frases soltas se tornam perfeitas quando colocadas juntas, para ele, tudo é uma questão de técnica e um olhar crítico.

Vinícius percebe que a vida real não é bem assim e que se não tomar as rédeas, perderá não só seu grande e único amor, como também os frutos dele.

Em resumo, meu primeiro contato com a narrativa do autor me deixou deslumbrada e literalmente com "a sensação de querer ser amiga do escritor" (rsrsrsrs). Acho que ele me conquistou em poucos capítulos e eu seria doida se não confessasse aqui que estou correndo atrás de tudo o mais que ele magicamente já transformou em palavras.

Sensível, atual, nem um pouco clichê e maravilhosamente bem escrito é o que você pode esperar de "A máquina de contar histórias". 

Beijos

26 comentários:

  1. Acho que todos os livros do Maurício são assim, né?! Li um dele há pouco tempo e foi bem assim: comecei e não consegui parar! A Novo Conceito acertou demais na contratação. Tão bom ver autores assim crescendo!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla,
      obrigada pela visitinha!
      A Novo conceito acertou sim e acho que está construindo um banco de profissionais nacionais imbatível!!!

      Beijos

      Excluir
  2. Oi,Chrys!

    Bem, não sei nem o que dizer dessa resenha linda! É sério! Você foi pontual em tudo que disse já que Maurício é desses que deixam o leitor meio que fora de órbita, abobado, completamente apaixonado por sua escrita. Logo, você já não conseguirá conter sua emoção e passará a admirá-lo mais do que tudo. Sei bem o que é isso porque sou muito fã do seu trabalho e cada vez que leio algum de seus trabalhos fico ainda mais apaixonada.
    Ainda não li o livro porque ainda não o recebi. Mas assim que o livro chegar em minhas mãos eu pararei toda e qualquer leitura que esteja em andamento para ler esse livro. Tô muito ansiosa e já imaginava que o livro era perfeito, mas sua resenha ó confirmou tudo isso.
    Bela resenha! E sim, leia todos os livros do Maurício! São perfeitos!

    Bjs e bom fim de semana!
    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Zilda, fiquei mesmo encantada e a resenha está looonge de transmitir tudo que senti lendo essa história!
      Obrigada pelo comentário, por ter gostado da resenha, rs e por indicar os demais livros do Maurício. Já estou marcando no skoob e providenciando!

      Beijos

      Excluir
  3. A resenha promete! Vou anotar no meu caderninho de futuras leituras. Obrigada por compartilhar!
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia,
      Obrigada pelo comentário! Anote sim, mas não demore muito para ler, ok?!
      Um super beijo

      Excluir
  4. Que resenha .... não encontro a palavra perai !!!

    Sensível !! Não sei se é o tipo de leitura que me caberia agora pelos milhões de motivos que vc já sabe.
    Mas fico extremamente feliz de saber que temos novos talentos, gosto tanto de ler coisas viscerais, próximas da realidade , e esse livro parece muito ser assim.

    Intenso , lindo , e fatídico , queria muito entrar nesse universo , fico aqui pensando na Mãe, que se foi e deixou as duas filhas, para que com isso o pai pudesse reaprender muita , muita coisa.
    A história deve ser linda !! Vai entrar pra fila com certeza.

    Linda resenha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sarinha,
      Ainda assim, com tudo o que você está passando eu recomendo, pois você irá se surpreender com o desfecho! Ele não foca tanto na doença, foca mais no que fazer para superar... afinal, a vida segue, querendo ou não, certo?!

      Beijos

      Excluir
  5. Chrys, querida, acredito em cada palavra sua. Primeiro, porque o blog me proporcionou encontros felizes com livros indicados aqui. Segundo, porque vcs que fazem o blog têm o meu carinho e admiração. Terceiro, porque li o excelente Ainda não te disse nada, do autor, e comprovei o quanto ele nos envolve em suas histórias apaixonadas.
    Estou louca pra ler este livro. Creio que mais amadurecido na escrita, Mauricio vai me oferecer momentos deliciosos com este drama. Compreendo a fuga do protagonista, cada um tem como se defender da dor, apesar de não achar justificável. mas quem pode julgar? quero muito conferir como isso vai fechar.
    Beijo, ótima e apaixonada resenha!

    Minhas novas resenhas (adorarei ter sua opinião):
    Ler para divertir
    As Meninas que Leem Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manuh, sua linda,
      Não posso dizer a você sobre o progresso do Maurício, só posso dizer que a técnica dele foi perfeita! Sutileza e propriedade estão presentes do começo ao fim! A narrativa é cativante e você não quer parar de ler pra saber onde aquilo vai acabar e reza para que seja um final feliz!
      Os personagens amadurecem (todos eles) e isso é perceptível e não é brusco. Gamei!
      Leia e depois me conte!

      Beijos

      Excluir
  6. caramba Chrys, eu quando vi que a editora tinha contratado o autor, pois além de fã de carteirinha sei o quanto ele merece esse reconhecimento
    como o nome de seu mais novo sucesso Mauricio é uma máquina de contar histórias com uma genialidade impressionante http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Thaila e esse livro me provou isso!
      Leia que você vai gostar também, aposto!

      Beijos

      Excluir
  7. Eu acompanhei cada dia que o Mauricio Gomyde postava alguma novidade referente à este livro e fiquei extremamente feliz com o contrato com a Novo Conceito, e quando percebi a capa estava linda, perfeita e a Máquina de Contar histórias tem de tudo para ser um livro queridinho, com um enredo de doer na nossa consciência(quem nunca esqueceu-se dos seus por conta de trabalho, carreira ou outra coisa?), o problema é quando esse esquecer se torna uma fuga da vida que levamos, daí se torna difícil encarar nosso verdadeiro eu! Quero ler!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adri,
      Você tem toda razão... dói mesmo a consciência! E o livro já é queridinho, pois é genial, sutil, inteligente!
      Leia que você não irá se arrepender!

      Beijos

      Excluir
  8. Quero muito ler os livros do Maurício.
    E adorei sua resenha.

    Beijos Fê :*
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê,
      Comecei por esse, mas lerei todos, quero conhecer todo o universo Gomyde!

      Beijos

      Excluir
  9. Oi Chrys!

    Em primeiro lugar, me abraça! Também adoro os livros do Ragazzo e da Fernanda. Chorei de rir lendo "As Confissões de Laura Lucy" e é um dos meus chick-lits favoritos.
    Ouço muitos comentários positivos sobre o Maurício, tenho uma amiga que é tiete e vive me recomendando seus livros. Acho que vou começar por "A Máquina de Contar Histórias". Sua resenha ficou um amor!

    Beijos,
    Gabe
    www.sixdoe.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opaaaa,
      Já abracei rsrsrsrs
      Obrigada pelo elogio. Não posso opinar pois comecei por esse também... Mas ele vale muito a pena, então recomendo com absoluta certeza, Gabe!!!

      Um beijão

      Excluir
  10. O Maurício, tem um talento magnífico e único. Eu sou apaixonada pela escrita dele, tudo que ele escreve eu devora e amo facilmente, acho que até a lista de compras dele deve ser boa. kkkkkk
    Sério, to muito ansiosa pra ler esse novo trabalho dele, disse desde que soube que essa foi uma das escolhas mais acertadas que a Novo Conceito fez. Maurício é um sucesso e merece demais que o mundo inteiro conheça suas historias.

    Adorei a resenha, Chrys. Sabia que não viria nada menos que uma historia especial do Maurício.

    Beijoss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaque,
      O talento é nato... o engraçado é que senti muito dele, das características dele, da rotina dele como escritor nesse livro. Posso estar errada, ele pode nem ser da forma como descreveu o Vinícius, mas muitas convicções do escritor ficam cravadas na narrativa. Espero que sim, pois algumas frases me marcaram alí!
      Coisas de gênio... hehehehe

      Beijos

      Excluir
  11. Os livros do Maurício Gomyde são especiais! Ainda preciso ler os dois anteriores, mas ainda assim mal posso conter a ansiedade de ler A Máquina de Contar Histórias (já está me esperando na pilha de livros a serem lidos). Abrir um livro dele é certeza de encontrar personagens tão humanos quanto nós mesmos.

    Beijooo, Livro Lab

    ResponderExcluir
  12. Eu sou fã de carteirinha do Gomyde. Li 3 dos 4 livros dele (ainda me falta ler o 3º, que tô enrolando não sei por quê) e estou desesperada pra que minha caixa chegue logo. Vou pular na frente de todos os outros, porque tenho certeza de qualquer coisa que o Maurício escrever será boa. Essa história está particularmente especial, porque tem muito da família do próprio autor, mas espero DEMAIS que seja só inspiração, que nada do que aconteceu com o Vinícius atinja o Maurício.
    Tô com muita invejinha de vc, amiga! kkkkkkk
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  13. Oi Chrys.
    Eu dei uma passada de olho na sua resenha, em apenas das suas impressões, essa será minha próxima leitura e quero surpesa.
    Mas não é novidade pra mim que Maurício tenha te encantado com a narrativa dele, que sempre surpreende e inova.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Oi Chrys, fico feliz em saber que este tenha sido uma grata surpresa. Faz tempo que escuto falar do autor e fiquei apaixonada pela capa e pela sinopse. Espero que seja uma das minhas próximas leituras. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Chris *-*'
    Ahhh eu não sei porque, mas tive uma impressão totalmente oposta a de todas as resenhas que eu li. Na verdade ainda nem comecei minha resenha porque acho que eu posso ter deixado passar algo na leitura, eu adoro os livros do Gomyde, todos os que li dele favoritei. Mas esse, não me conquistou. Achei a história forçada e previsível, direta e corrida demais. Desde o começo eu já sabia o final, tudo muito previsível, Bárbara, vídeo, não tive surpresas e isso me incomodou demais na leitura. Além do mais, o final incerto da pequena Vida me deixou com inúmeros pontos de interrogação. kkkkk É a primeira vez, mas Gomyde não conseguiu me cativar.

    Beijo,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Chrys você me conquistou totalmente, preciso desse livro! Quando esbarrei por ele no skoob nem de muita atenção, e nem achei a capa bonita. Mas agora ambas as coisas mudaram porque a capa é linda e a história parece ainda mais. Que leitor não gosta de um livro que fale de livros? E essa coisa de remissão eu gosto nas leituras mas achei a atitude do Vinícius horrível tanto para com a esposa quanto com as filhas, é difícil perdoar, mas pai é pai.
    Vou pôr na lista e assim que conseguir quero ler.

    Beijos, Greice.
    diariodaalvorada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!