04 março 2014

[Resenha] Ecos da Morte - Kimberly Derting

Kimberly Derting
Título: Ecos da morte (The body finder#1)
Autor(a): Kimberly Derting
Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 272
Gênero: sobrenatural
Sinopse: Violet Ambrose tem dois problemas – o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade – Violet encontra cadáveres. Desde pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.
Violet tem um dom. Desde pequena ela ouvia sons, via cores ou sentia cheiros, ela os chamava de Ecos. Ecos da morte.
Por causa desses ecos Violet encontrava animais mortos, as caças de predadores que violentamente mataram e marcaram-se mutuamente com um mesmo eco. Sim, o eco identificava a presa, mas também permanecia em seu predador, como um elo.
Era assim que aquelas coisas aconteciam. Era assim que percebia aquelas sensações. Eram indescritíveis, ainda que para ela fizessem total sentido. E quando elas a chamavam, sentia-se compelida a responder. (Pág 08)

Os ecos a atraíam de modo que acabava sempre encontrando animais mortos. Ela lhes devolvia a paz enterrando-os novamente, dando-lhes um pouco de dignidade.

Violet convivia bem com seu dom e suas descobertas até que, aos oito anos ela sentiu o mais forte eco, que atraiu plenamente sua atenção levando-a diretamente a seu corpo enterrado ali, no bosque em que ela cresceu brincando. 

Afinal, quantas garotas herdaram a capacidade de localizar os mortos - aqueles que foram assassinados, pelo menos? (...) E quantas garotas de oito anos foram atraídas até descobrir o corpo de uma menina morta? (Pág 12)
Violet, agora com 16 anos e habilitada, ia todos os dias buscar Jay, seu melhor amigo desde os 6 anos de idade e que, depois de um verão transformador, fazia-na sentir borboletas no estômago. Aliás, a descoberta tinha sido feita por praticamente todas as garotas da escola, que se jogavam em cima dele deixando Violet cega de ciúmes.

E foi assim que a vida de Violet seguiu, vivendo uma vida normal de adolescente até que, durante a festa de fim de verão na casa do lago de uma das garotas da escola, Violet e Jay saem para andar de Jet Ski e ela acaba sendo atraída por um forte eco, cores que a levaram diretamente ao corpo de uma garota morta que fora jogada naquele lago.


As mortes não param por aí. O clima é de tensão, os pais vigiam constantemente suas filhas, porém, os crimes não deixam de acontecer, até que, a terceira vítima a desaparecer é conhecida de Violet por  já ter sido babá da menina algumas vezes.


Violet se revolta, não se conforma com os acontecimentos e traça um plano, obriga Jay a participar e sair pelos locais mais frequentados da cidade à procura do assassino. Seria fácil encontrá-lo, ele teria também uma marca, um eco. Jay aceitou participar desde que ele ficasse em sua cola o tempo todo, impreterivelmente.


Era o combinado, mas Violet arriscou em um momento de distração de Jay, para seguir um eco no shopping. Jay chegou a tempo de impedir Violet de ficar cara a cara o dono desse eco a tempo, porém, demasiadamente chateado, Jay dá-lhe um gelo permanecendo muitos dias sem nem olhar para a amiga. E foi durante esse tempo que Violet se aproximou de outro amigo e seu admirador, Grady, dando continuidade ao plano.


Escondendo a real razão, Violet o levou ao cemitério para procurar o túmulo da segunda garota assassinada e assim, conhecer o seu eco. Por ser um eco audível, ela poderia encontrar o assassino a uma distância mais segura. 


Estabelecido um elo mais forte entre Violet e Grady, ambos vão a uma festa da escola, em uma casa afastada. Grady bebe demais e Violet resolve impedí-lo de dirigir e decide levá-lo para casa. Distantes da casa Grady resolve se declarar e agarra Violet, beijando-a forçadamente. Gritando para ninguém ouvir Violet percebeu que um carro se aproximava.



Ele desacelerou o carro, muito... muito mesmo, observando o progresso dela enquanto caminhava pela noite, tropeçando como se fosse incapaz de tomar conta dos próprios passos (...) Então a menina levantou o olhar; os olhos inocentes , cheios de lágrimas, o encaravam de forma perturbadora, elevando seu desejo a um frenesi abrasador. Poucas palavras foram trocadas, quase todas por parte dele, e, numa fração de segundo, ele tinha deslizado um braço reconfortante sobre o ombro dela, e a conduzia ao banco do passageiro. (Pág 150/151)
Violet detestava as lágrimas furiosas que queimavam seus olhos enquanto tropeçava em uma pedra, no chão, à sua frente. (...) Ouviu a porta que se abria e, antes que pudesse recuperar o fôlego, o motorista estava fora do seu carro, e ela, em seus braços. (Pág 153)
Amei essa capa, embora eu não tenha encontrado nenhum vínculo com a história. A única parte ruim é que quando comecei a ler e fui abrindo e fechando o livro, a capa começou a formar algumas bolhinhas descolando a parte plastificada da capa... isso me entristeceu, pensei em colocar contact, mas desisti.

Eu achei a premissa muito interessante e por isso o comprei. No final fui surpreendida pois gostei mais do que imaginei que fosse.


A história é típica de filme americano, da garota que está no colegial Sim, é teen, mas definitivamente te prende. O enredo é envolvente, é interessante e não deixa a história chata em nenhum momento sequer.


O livro é narrado em 3ª pessoa e os capítulos são intercalados com a narrativa do ponto de vista do assassino e sua ação para capturar as vítimas. Detalhe: as páginas são amarelas!!! Uhul


A história se fecha perfeitamente e embora seja uma série, você pode ler somente o primeiro pois um ponto absolutamente positivo é que diferente de muitas séries por aí, o livro não acaba do nada deixando o leitor com um ponto de interrogação na testa. Você deseja ler os livros seguintes pela trama bem amarrada, pela premissa deliciosa e pela escrita perfeita de Kimberly.


Ao contrário do que já li em algumas resenhas da continuação de Ecos da Morte, Desejos dos Mortos, embora você consiga ler o segundo sem ter lido o primeiro, acredito que a decepção será certa, pois somente com a leitura do primeiro é que você consegue criar um vínculo com Violet, torcer por ela e por Jay, gostar e se interessar por seu utilíssimo dom e assim se envolver na trama.


Eu recomendo, quando acabei de ler me senti bem por ter despendido tempo com essa leitura despretensiosa e deliciosa e antes de acabar de lê-lo já comprei a continuação e pretendo comprar os outros dois quando saírem aqui no Brasil.


Assista o trailer e corra comprar o seu:





Série The Body Finder


1. The Body Finder (Ecos da Morte)

2. Desires of the Dead (Desejos dos Mortos)
3. The Last Eco (ainda não lançado no Brasil)
4. Dead Silence (ainda não lançado no Brasil)


10 comentários:

  1. Geralmente não curto o tema e quase não leio livros assim. Mas confesso que há algum tempo tenho nutrido a intenção de ler esta série. rs
    A premissa realmente é boa e, aparentemente, a narrativa é melhor ainda. Também acho bacana o fato do leitor ir construindo uma relação com os personagens.
    Não leria fora de ordem por nada.. acho que se perde muito!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. A única coisa que me incomodou é ser uma série e ter livros ainda não lançados...
    Morro de medo de começar a ler e não ter a continuação...
    Gosto de esperar a série completa.

    Achei sua resenha muito cheia de detalhes e fiquei com receio de ler toda... spoilers não, spoilers não... hehe

    Adorei o dom de Violet, imagino que deva ser aterrorizante "ouvir a morte".
    Fiquei com dó por ela ter este dom desde tão novinha, pobrezinha.

    Adorei a estória e pretendo ler, mas vou aguardar que lancem pelo menos mais um livro.

    Bjs



    ResponderExcluir
  3. Oie ,gostei da história,parabéns pela resenha despertou meu interesse mas não leria pelo fato de ser série ,temo de não poder acompanhar ou não adquirir e fica chato abandonar a leitura,a trama ,o suspense e os mistérios mim surpreendeu!
    Beijinss!

    ResponderExcluir
  4. Oie!!!
    Nossa essa capa é muito linda mesma e pela sua resenha já deu pra perceber que ela nãa parece estar muito relacionada com o enredo! rsrsrs
    Achei bacana o dom da Violet e o livro parece ser daqueles que prende a gente do começo ao fim, os personagens parecem ser bem construídos e apesar de ser meio "teen" acredito que seja um livro maravilhoso!! Fiquei super curiosa pra ler!!

    Beijos!


    Meu Diário

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho os dois e adoro, não sabia que era uma série de mais de dois livros, agora já espero ansiosa os outros dois, achei a leitura empolgante, mas confesso que gostei mais do primeiro do que do segundo, achei que faltou profundidade...

    ResponderExcluir
  6. a resenha foi perfeita, muito bacana conhecer mais da história e de seus personagens descritos com tanto cuidado!
    confesso que nesse momento não é um livro que leria, alias a série ainda esta no começo e sei que se eu gostar vou ficar ansiosa pelos próximos!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Faz tempo que tenho vontade de ler esse livro, acho a premissa surreal e fantástica e adoro livros que nos envolvem e nos surpreendem positivamente. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  8. Faz muito tempo desde que li uma resenha desse livro e assim como você a pessoa amou. A premissa da história é fantástica e não sei porque ainda não comprei esse livro, está sempre em promoção no submarino. Uma pena que as continuações ainda não tenham sido lançadas por aqui, Intrínseca apure please!
    Adorei a resenha e as quotes me deixaram ainda mais ávida pela leitura!

    Beijos, Greice.
    diariodaalvorada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu não tinha visto o trailer ainda, que bom que você postou ele também, além de falar do livro. Interessante poder ler o ponto de vista do assassino.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Amei e amei sua resenha!!! Comprei este livro sem pretensão nenhuma em uma promoção no Submarino, e depois de ler sua resenha fiquei super animada em conferir a historia, pois nunca li um livro deste gênero e com certeza vou querer conferir em breve.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!