13 outubro 2013

[RESENHA] Corações Feridos - Louisa Reid

Título: Corações Feridos
Autor(a): Louisa Reid
Editora: Novo Conceito
Gênero: Drama
Nº pág: 256
Skoob
Leia um trecho AQUI.
Duas irmãs gêmeas. Uma linda, a outra desfigurada. Divididas por um terrível segredo...
Sinopse: Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa.
Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa.
No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte...
Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?

Hephzibah e Rebecca são gêmeas de 16 anos, filhas do pastor radical Roderick e de Maria, uma mãe submissa. Haphzi tinha nascido normal e linda, já Reb, nasceu com a síndrome de Treacher Collins, porém somente seu rosto era diferente, no mais, era uma adolescente como qualquer outra.


Até seus 16 anos, ambas as garotas tinham estudado em casa, a casa paroquial e dali jamais tinham saído. Com um desejo extremo de conhecer o mundo e viver, Haphzi finalmente ameaçou e enfrentou a Mãe e exigiu que ela convencesse o Pai a deixá-las estudar na escola local. Era a única maneira que Haphzi enxergava de um dia poder cursar uma faculdade e sair da prisão em que eram mantidas.

Haphzi só queria ter uma vida normal, cursar o ensino médio, ter amigos e conhecer garotos; Rebecca se sentia normal mesmo sabendo que todos, inclusive sua família a viam como monstro e aberração.

Exceto o período em que estão na escola, as garotas levam uma vida prisional, só podem entrar no quarto quando permitido, e o castigo por infringirem qualquer norma, ou até mesmo sem razão era ficarem sem tomar banho. Elas não podem lavar as poucas roupas que possuem e que ainda assim, foram tiradas do cesto de donativos da igreja.

Quando ficam menstruadas, a Mãe não lhes compra absorventes ou qualquer produto de higiene, como desodorante ou shampoo, o remédio? roubam na farmácia da cidade e assim, parecerem menos sujas. A crueldade é tanta que quando Rebecca fica doente, é mantida trancada no quarto por 3 dias, sem água, sem comida e sem remédios.

Haphzi se encanta com a vida de seus amigos, mas acaba morrendo de uma forma misteriosa. Rebecca se vê obrigada a enfrentar a penitencia de viver na casa paroquial sozinha, sem a irmã, que embora muitas vezes a tivesse magoado, certamente a amava.

E agora, Rebecca irá conseguir sobreviver sozinha às crueldades de seus Pais? Como e porque Haphzi morrera? 



Não perca tempo e corra comprar o seu... A sinopse me atraiu desde quando o solicitei para a Editora e quando ele chegou, me ganhou mais ainda com sua capa perfeitamente linda e sua diagramação caprichada.

Eu amei ser sequestrada por essa história. Rebecca, embora tenha seus problemas físicos devido à síndrome de Treacher Collins, é linda por dentro, uma guerreira, protetora da irmã, inteligente e muito perceptiva. Ela é forte e aprende a usar essa força, ela cresce claramente nessa história e faz amigos de verdade. Definitivamente, em certo ponto, desejei que ela fosse real para poder abraçá-la.

Haphzi é impetuosa, ousada e viveu como sonhava, mesmo que por um curto momento.

Os capítulos são intercalados, onde Rebecca conta a história a partir da morte de Haphzi e esta, narra a história no passado, contando sua versão até o momento de sua morte. Achei muito importante e muito interessante essa dupla visão trazida pela autora.

Louisa Reid estudou e conseguiu construir personagens amáveis e odiáveis. O Pai é absurdamente cruel e nojento, a Mãe, uma imbecil, quem deixaria um monstro (que era o pai, isso sim) fazer com suas filhas o que ele fazia? Não quero nem pensar se existem seres humanos assim, é revoltante.

Não podia deixar de falar do fanatismo deste pastor, que horror!!! Nada que é radical demais é bom, não é mesmo?! Detesto essas coisas,a credito que o que Deus quer é justamente o contrário do que é pregado por essas pessoas! Mas enfim... é um alerta!

A magia com que a autora trouxe a história e a síndrome da personagem nos envolve de forma a nos fazer chorar e querer gritar de raiva, mas também dar colo e querer salvar as garotas!

Família, Religião, Alcoolismo, a Síndrome de Treacher Collins e carinho são temas que permeiam este excelente drama que não pode faltar em sua estante, 256 páginas de esperança, onde seu coração com certeza além de ferido, baterá mais forte!



Beijos

34 comentários:

  1. cara esse livro é mt tenso
    fiquei com ódio do "pai" delas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito tenso, mas também lindo... amei a Reb!
      Queria bater nele, tanto tanto!
      Beijos

      Excluir
  2. Chrys do céu, assim vocês me matam com essas resenhas.. primeiro Sara e agora você. Já tenho escutado falar muito bem desse livro. Dizem que é muito tenso e emocionante e por esses mesmos motivos tinha pensando em deixá-lo de lado por um tempo, mas a minha curiosidade está falando mais alto.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi,
      Acho que você vai gostar deste livro! recomendo... embora cruel, é de uma sensibilidade incrível!

      Beijos

      Excluir
    2. Ahhh mas olha quem fala né !!!! E suas resenhas então rs, empolgantes até !!!

      Bj nas duas!

      Excluir
    3. Suas figuras.. kkk adoro vocês :o) Obrigada pela indicação Chrys, quero ler assim que possível. Beijos

      Excluir
  3. Ei Chrys,

    Ah que legal, você me empolgou. Espero gostar como você, será minha próxima leitura, depois que eu terminar A filha da feiticeira. ^^

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê,
      Acwbi de ver que vc também gostou do livro! Que bom!!

      Beijos e obrigada pelo comentário

      Excluir
  4. Ai Meu Deus, porque se faz isso com as resenhas rs. !!

    Ainda assim continuo dizendo que não vou ler esse livro por todos os motivos que tu ja sabe, ainda mais depois que joguei Síndrome de Treacher no google e vi as imagens!

    De tudo , parece ser um livro muito bem descrito, deu vontade. mas a minha fragilidade para esse tipo de leitura ainda é maior. Embora eu queria saber JÁ todos os mistérios!!

    Um Beijo

    Sara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é muito emocionante amiga, faz a gente crescer muito como ser humano!

      Beijos

      Excluir
  5. Nossa, quanto essa história me pareceu profunda! Já detestei esse pastor desde aqui! E me comovi com a história, certamente entrará pra minha lista de leituras... Adorei a resenha! Bjs...
    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito profunda sim... pra refletir e sentir dias a fio!
      Compre sim, é um investimento super vpalido!

      Beijos

      Excluir
  6. oi Chrys, Sarinha! tudo bem?
    que resenha intensa! diferente da Sara ainda não tive coragem de pesquisar sobre essa sindrome, acho que ficariam ainda mais impressionada!
    infelizmente acho que pessoas como o pastor e a mãe existem sim, afinal temos vários exemplos de crianças que crescera sem amor, carinho e sofreram múltiplas agressões
    sobre o livro eu pensava que o livro ia ter outra temática, uma outra pegada agora estou meio dividida pois apesar de ser um lançamento que eu babei quando vi, o gênero não é dos meus preferidos! tenho medo de ficar muito impressionada e confesso que sou um pouco medrosa, imaginar a tortura que as meninas vivem nas mãos dos pais me deixa arrepiada
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem mesmo, mas isso é muito, muito triste Thaila... saber que exstem pessoas nessas condições é tocante e revoltante!
      Mas, ao mesmo tempo a gente vê o lado dela, de como ela leva a vida desse jeito e é muito engrandecedor!

      Beijos

      Excluir
  7. Ual, mas que tenso deve ser esse livro.
    Eu estou com vontade de ler ele desde o lançamento da editora. Gosto de ler histórias pé no chão e que tragam diversos temas abordados reais. Espero poder ler logo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rossana, são temas intensos, reais e atuais.
      Não tem como não se chocar e se apaixonar pela Rebecca.

      Beijos

      Excluir
  8. Cada vez que leio sobre esse livro eu fico com mais vontade de ler ele. Abordando tantos temas reais... família, alcoolismo...
    Eu preciso dizer que amo ler Dramas e estou criando uma expectativa enorme em cima desse livro, tenho certeza que não vou me decepcionar ao ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vai se decepcionar não Roberta!
      Leia tranquilamente!

      Beijos

      Excluir
  9. Adorei a resenha! Nem de longe pensei que a história fosse de uma carga dramática tão intensa, adoro isso num livro! Especialmente quando vc recomenda a leitura com essa empolgação.
    Mas fiquei bem assustada com a crueldade que vc citou na resenha, que pais são esses? Psicopatas! E se vc só citou essa, imagino as próximas! Tô com medo de ler e sofrer tanto assim...
    Pude perceber que o livro tem uma boa construção de personagens, que causam repúdio e paixão, além do mistério, da abordagem psicológica, drama e conflitos familiares, da difícil situação de Reb. Lembrei mesmo de August, de Extraordinário, pela or que Reb carrega consigo... Será que eu vou conseguir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Manu... tiveram momentos em que fechei o livro pra respirar um pouco e pensar por exemplo que mãe deixaria a filha de castigo impedindo-a de tomar banho....
      O fanatismo é abordado de maneira intensa, não tem como não se revoltar.
      Acho que a leitura vale a pena!!!

      Beijos

      Excluir
  10. Uma coisa que tem chamado bastante minha atenção ao ler as resenhas sobre esse livro é o fato dele mesmo sendo tenso, tem conseguindo arrancar muitas opiniões positivas. Eu fiquei interessada tanto pela sinopse, quanto pela capa, e espero sinceramente, gostar da trama, tanto quanto você.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele vai te conquistar, a vida e a mensagem dele irão te emocionar e fazer vc pensar: valeu a pena!

      Beijos

      Excluir
  11. Quero muito ler esse livro, todas as resenhas que vejo sobre ele me mostra que deve ser o tipo de livro que gosto!!

    Amei o blog, seguindo, retribui?
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gostar de se chocar e se apaixonar no mesmo instante, está com a indicação certa!
      Beijos Erika!

      Excluir
  12. Olá !!
    Estava interessada neste livro desde seu lançamento, mas agora que li sua resenha fiquei surpresa pela historia do livro. Não imaginava ser um livro com uma historia mais " complexa" envolvendo tantos assuntos mais fortes. Com toda certeza vou comprar este livro,pois fiquei curiosa e interessada neste livro!!
    Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michelli,
      Será um excelente investimento!
      É um livro que trata de temas delicados de uma forma inigualável!!! Confira!!!

      Beijos

      Excluir
  13. Meu Deus! Que livro é esse? Lendo a resenha e ficando revoltada com o pai dessas meninas, como pode um pai ser assim, e a mãe que não fazia nada pra ajuda-las, não sei qual dos dois é pior! Com certeza é uma historia tocante que vai me fazer chorar muito, me emocionar demais, mas ainda assim tenho certeza, vai valer cada lágrima derramada pela emoção que essa historia vai me proporcionar! Parabéns pela resenha, ficou show! :)

    ResponderExcluir
  14. Gente que livro forte! Eu vi a capa e até li a sinopse e estava certa de que era só mais um YA desses bem besta, mas agora percebo que é um livro pra quem tem estômago forte, o que realmente não é meu caso. Não tenho coragem de ler livros assim, sofro demais! Acho que sou muito sensível.

    ResponderExcluir
  15. Chrys não pode isso! Já falei que quando eu venho aqui minha lista de desejados aumenta demais! Resenha sensacional que me deixou morrendo de vontade de conhecer esses personagens, principalmente a Rebeca. É a primeira resenha do livro que leio e me conquistou de coração. A temática é forte mas a história realmente parece linda e só lendo seus comentários sobre o que fizeram com a menina eu já criei um ódio mortal pelos pais delas, credo, que coisas horrendas a se fazer! Tenho certeza de que iria chorar lendo. Agora que vi o comentário da Sara me ocorreu de procurar no google sobre essa síndrome, fiquei apreensiva pelo modo como a Sara se expressou mas ainda assim curiosa. Adorei a resenha!

    Beijos, Greice.
    diariodaalvorada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Eu já li várias resenhas desse livro, mas essa que me convenceu de que não é nada superficial como a maioria dos dramas lançados ultimamente tem sido.
    O que mais me preocupa quando pego um livro com temas como esse para ler é a escrita e o desenvolvimento. As vezes, por mais interessante e original que a história seja, a escrita pode acabar maçante já que drama envolve muita emoção, muita entrega de quem escreve.
    Então, vou ser bastante cautelosa quando for pegar para ler. Mas, sim, é um livro que eu leria!

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Quero muito ler esse livro! Adorei a capa e a sinopse e sua resenha com tantos detalhes me cativaram e me desespero para ter o livro aumentou, cadê as promo da submarino???? Não conheço essa síndrome que a Reb tem e da onde saiu o nome da irmã dela? não sei nem falar ele...
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Vou começar a leitura em breve, achei muito interessante o conteúdo e parece ser um drama muito bem construído, cheio de emoções.

    ResponderExcluir
  19. Caramba, quanto mistério em uma resenha só, me conta mais, me conta mais, vai...
    Você consegui me passar tanto sobre esse livro, sobre a história das irmãs Hephzibah e Rebecca. Agora quero ler!

    Rogério Queiroz - Uma dose de palavras.
    http://uma-dose-de-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Chrys,um dos melhores livros que li este ano. Chorei e sofri junto comas personagens,e cada vez que eu lembrava que isso poderia está acontecendo de verdade naquele momento(e porque não dizer agora mesmo), meu estômago embrulhava.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!