05 setembro 2013

[RESENHA] A outra vida - Susanne Winnacker

Susanne Winnacker
Título: A outra vida (The other life #1)
Autor(a): Susanne Winnacker
Editora: Novo Conceito
Gênero: Distopia
Nº pág: 372
Score: 3/5
Sinopse: O mundo de Sherry — de uma hora para outra — mudou completamente. Por causa de um vírus muito contagioso, as pessoas que ela costumava conhecer, e quase todas as pessoas de sua cidade, Los Angeles, na Califórnia, se transformaram em mutantes assustadores. Esses mutantes têm uma força excessiva, são ágeis, o corpo é coberto de pelos, eles lacrimejam um líquido imundo e… comem gente! Portanto, não há muito o que fazer — talvez tentar fugir — quando se encontra algum deles. A não ser que você tenha ao seu lado a força e a determinação de um jovem como Joshua. Joshua perdeu uma irmã para os mutantes e sua raiva é tão grande que ele seria capaz de vingar todos aqueles que perderam alguém para as criaturas. No entanto, para que esta revanche aconteça, é preciso prudência. Afinal, até que ponto a disseminação deste vírus foi uma coisa realmente natural? Que poderosos interesses estão por trás desta devastação? E será que Joshua e Sherry conseguirão ter a cautela necessária para lutar contra as criaturas justo agora que seus corações estão agitados pelo começo de uma paixão?
3 anos, 1 mês, 1 semana e 6 dias se passaram desde que a Sherry e sua família viram a luz do sol pela última vez. Eles estavam vivendo em um abrigo subterrâneo por orientação dos militares, porém, sem saber que isso se devia a um vírus mortal que assolou a população, por uma mutação do vírus da raiva que se espalhou e, quando não matava, transformava os infectados em feras mortais

O estoque de comida para alimentar seus pais, sua avó, ela e seus dois irmãos foram calculadas para durar 4 anos, porém, ali estavam eles, diante da última lata de carne. A discussão pela comida estava destruindo o casamento de seus pais. A saudade da "outra vida" invadia o peto de Sherry, e a ignorância acerca do mundo lá fora consumia seus pensamentos.


Richard, pai de Sherry decide sair e enfrentar o que quer que estivesse lá fora para buscar alimento. Era isso ou testemunhar a lenta e diária morte de sua família. Sherry, seguindo os ensinamentos do pai ex-policial e do avô (que agora estava morto e guardado no freezer por falta de local para ser enterrado), resolve acompanhá-lo para dar-lhe cobertura.

Ao saírem do abrigo, combinam que se não voltarem até o dia seguinte, a família deverá sair e procurar ajuda com outros sobreviventes. O que ambos não imaginam é que o local além de bombardeado, está longe de abrigar seres vivos...

Richard e Sherry vão até um distante supermercado, sem luz, tentam localizar rádios comunicadores e comida... Os rádios que até pouco tempo funcionavam, já não tinham mais frequência... A comida que restou fora apenas a não perecível e enlatada e foi por causa dela que estavam agora, sendo caçados pelos chorões.

Os chorões são as criaturas em que os seres humanos se transformavam após serem infectados. Se alimentavam de outros seres humanos, porém, mantinham intacta sua inteligência. Eram uma besta no quesito violência e racionalidade e viviam com lágrimas correntes pelos olhos, por isso chorões.

E foram eles, os chorões que capturaram o pai de Sherry e a feriram gravemente! Eles não voltariam para casa no tempo que previam. Mas será que voltariam????


Eu AMO distopia! já disse e repito mil vezes... Acho incrível a forma como o autor capta e fantasia em cima de fatos reais e possíveis do nosso dia a dia... 

Esse livro tem uma temática apocalíptica legal, real, coerente e.... TEEN. Sim, é teen e explico porque achei isso... porque as coisas são tratadas de forma superficial, simplista, não sei se pela faixa etária (isso também aconteceu com Bruxos e Bruxas) a que se destina ou se por ser o primeiro livro da trilogia. Mas eu gostei, me prendeu, li em duas noites.

A Narrativa é fluida, o enredo é bom (embora clichê), mas eu não ligo quanto a isso, o que eu queria era mais conspiração, mais tensão...

Sherry é uma personagem forte, pois aos 15 anos foi obrigada a procurar o pai que estava capturado pelos Chorões. Muitos podem achar que com essa idade seria difícil travar essa batalha, porém, eu lhes digo: tire algo ou alguém importante de mim, que eu travo qualquer batalha a qualquer tempo e foi o que aconteceu, o amor de Sherry pelo Pai e por sua família é tão nítido, que cheguei a sofrer suas dores.

o romance da história não me ganhou, o casal não convenceu! Joshua também é um personagem forte, com uma história de vida incrível, onde teve sua mãe morta por sobreviventes do abrigo e sua irmã levada pelos Chorões, mas no quesito romance, deixaram a desejar...

Uma coisa muito bacana foi que a autora deixou alguns personagens em segundo plano e que cresciam com a história, agregando conhecimento de vida pouco a pouco, até descobrirem o que realmente aconteceu ali. E é chocante! E eu acho possível que isso um dia aconteça de verdade, se continuarmos da forma que estamos... seres humanos animalizados no seu pior .

Algumas coisas me incomodaram bastante... TUDO a Sherry conta em segundos ou dias... hum mil quatrocentos e vinte e quatro dias sem comer maçã, quatro mil e não sei quantos segundos sem ver a chuva e por aí vai... no começo é suportável, mas depois enche!!! Outra coisa é que os capítulos são intercalados com 1 página de lembranças da vida de Sherry no passado, na outra vida, mas que não agregam conhecimento nenhum sobre nada, nem sobre ela, nem sobre o mundo, então perde o sentido....

Conspiração, amor, amizade, companheirismo, é tudo que essa nova distopia traz para vocês!!! E distopia é assim, feita para te fazer refletir!!!



Beijos

22 comentários:

  1. Oi Chrys! Tô curiosa para ler esse livro desde que vi os blogs parceiros da editora postarem sobre os lançamentos de agosto. Também adoro distopias e esse livro tem tudo para me conquistar.

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom. (@geekdebatom)

    ResponderExcluir
  2. Parece algo tipo The Walking Dead TEEN! rs
    Olha, eu gosto do estilo, mas não sei o motivo certo por não ter ficado interessada neste livro. Provavelmente é pela pegada mais adolescente e superficial. Gosto mais de "intensidade" e de saber mais, aprofundar. Por hora não pretendo ler, mas quem sabe um dia.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Não gostei do estilo do livro, não curto isso de ter mutantes e talz, também não conheço a autora. Nada nele me fez querer lê-lo principalmente o fato de o casal não ter convencido, pra mim já perdeu toda a graça porque sou fã de romances, então livro que o casal não tem "liga" não serve pra mim.

    ResponderExcluir
  4. Achei curiosa a história. Zumbis inteligentes é algo que ainda não li, vou colocar na minha listinha.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler esse livro! Adorei a sinopse e o que vc disse só vem a contribuir a eu querer mais! Seráque romance melhora nos próximos?
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu também amo amo distopia. Eu vi algumas criticas sobre "A Outra Vida" então ainda não tinha certeza se ia comprar... Mas pela premissa parece ser legal. Imagina ter seu avó em uma morto em um freezer, caramba! Só fiquei um pouco desapontada por ter uma linguagem teen, porque em Bruxos e Bruxas foi justamente essa linguagem teen que eu menos gostei... Mesmo assim quero ler ele.
    Amei a resenha, como sempre!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  7. Amo distopias também e achei a história bem interessante..mas não sei o pq, não é um livro que me chamou muita atenção, pelo menos não por enquanto. Tenho tantos livros bons na minha lista..que acho que preciso ler eles para começar a me interessar por outros..rsrs
    ótima resenha!! Beijos Chrys :*

    ResponderExcluir
  8. me pareceu muito com o filme eu sou a lenda, rápido, dinâmico e cheio de ação! não consigo imaginar uma situação tão cruel e doida, um virus assolando uma cidade, mantendo pessoas presas e destruindo lares, como o do Joshua, talvez o romance não seja o principal da história, mas sim uma consequência dos fatos
    esses livros retratam um pouco da ambição desmedida, é uma ficção, mas não custa muito pra ser realidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Chrys!!
    Nossa me animei com sua resenha!! Pra ser sincera nunca li do gênero, mas sempre quis ler um livro que falasse de vírus, refúgio... E me empolguei bastante para poder ler a historia completa...E quando será lançado o próximo volume?

    Bjuss...

    ResponderExcluir
  10. Fiquei deprimida em saber que o livro é Teen :(
    quando ele chegou quis logo ler sabe? Mas por causa da minha enxaqueca nem peguei ainda.
    Adoro um thriller, mas por outro lado, vai que eu curta.

    beijinhos ♥
    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Amiga, eu jurava que vc ia dar 5 para a história.
    Acho que vc estava tão entusiasmada, tãaaaooo entusiasmada, que acabou se frustrando e com razão né?

    Eu só leio as distopias que você ama, ou seja, essa é uma que eu vou passar longe, mas também não curto histórias que não tem um aprofundamento .....

    Acho que a questão da falta de romance entre eles pode ter se dado pela idade?? Ou é algo que é superficial de fato??

    Odiei !!! Essa parte de contar as coisas em segundos , mas também , não imagino que recursos eles tinham para se distrair em um abrigo né rs.

    Não é um livro que vai para minha lista de favoritos....

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Livro Teen até que eu gosto e distopias sou louca mas achei que algo não me chamou atenção nesse livro não sei o que foi mas posso dizer não me chamou atenção mas eu gostaria de ler sim esse livro !

    ResponderExcluir
  13. Oi amiga! Eu gostei bastante do livro, não esperava nada e acabei sendo surpreendida. Realmente não é muito profundo, e eu gostaria que a história tivesse sido maior, no entanto foi uma leitura gostosa, que me prendeu. Sherry não me irritou não, o jeito dela de contar me passou a sensação de uma pessoa prestes a ficar louca com tanta privação.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Oi Chrys! Também amo distopia mas já estou enjoando do gênero por ter lido muitos esse ano. Vi que esse é diferente mas não sei se curto essa coisa animalesca, principalmente porque não curto muito TWD. Romance na história pra mim tem que ter fundamento e precisa de aprofundamento, detesto quando é raso. Apesar dos pontos negativos ainda acho válida a leitura, vou dar uma chance pois talvez eu goste.
    PS: Pela capa nunca imaginaria uma distopia, parece outra coisa.

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
  15. Oi Chrys, desde que vi esse lançamento fiquei apaixonada pela capa, mas acho que não prestei atenção na sinopse porque não lembrava que era uma distopia. Deu a impressão de ser meio uma história de zumbis, tipo The Walking Dead, algo que particularmente gosto bastante. Valeu pela dica e pela resenha. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  16. Logo que vi a capa já imaginei : zumbis , mortos-vivos , zumbis
    e foi muito legal descobrir que não é só isso , que aliás não se trata disso , e apesar da protagonista ser tão jovem , acho sim que ela tem potencial para me encantar e surpreender .
    Gostei bastante da proposta abordada e quero muito ler esse livro.

    theloverbook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Estava louca para ler sobre esse livro. Ainda não tinha lido nenhuma resenha.
    Adorei ler sua resenha, mesmo você não tendo morrido de amores pela leitura, acredito que irei gostar. Sou fã de distopias, talvez por não ter me decepcionado por nenhuma que li.
    Dei risada com a parte que você cita que a autora é bem detalhista, contando tudo nos mínimos detalhes. Eu também não costumo gostar muito desse tipo de enrolação durante a leitura, mas algo me diz que irei gostar desse livro.

    ResponderExcluir
  18. Eu não sei se eu não sou fã de distopia ou se é pq não leio com frequência, mas nunca me sinto encantado por livros com essa temática, apesar de querer muito ler Jogos Vorazes, haha.

    Achei meio sem graça esse nome Chorões e tmb achei o nome TEEN. É isso.

    Uma dose de palavras.
    http://uma-dose-de-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Eu também amo distopia, mas para mim essas histórias com ''tipo zumbi'' já está no ponto certo para dar diminuída. Hoje em dia é só zumbi, só zumbi...
    Minha opinião, é claro.
    Eu não estou com muita vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  20. Desde o lançamento eu estou muito ansiosa para ler esse livro.
    Realmente já ouvi outras pessoas comentando que o romance dele é bem fraco, mas para quê romance se você tem Chorões?! Devem ser ''perfeitos'' kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  21. Estou muito ansiosa pra ler esse livro, apesar de ao contrário de voce não ser muito fã de distopias, pelo enredo da historia e por todas as resenhas que estou lendo desse livro, me interessei por essa leitura. Mesmo sendo um livro com uma pegada mais teen, e a autora não ter focado muito no romance, achei válida a proposta da historia de focar na luta pela sobrevivência num mundo destruido e dominado pelos Chorões, parabéns pela resenha, adorei! :)

    ResponderExcluir
  22. As vezes enche o saco quando tem um troço que se repete demais ou um jeito diferente que chega a dar nos nervos. Mas pra mim funciona em alguns livros. Espero que se ler esse, goste, pois adorei a ideia da trama.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!