19 agosto 2013

[RESENHA] Juntos Para Sempre - Walcyr Carrasco



Título: Juntos Para Sempre
Autor: Walcyr Carrasco
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 208

Sinopse: Alan é um advogado bem-sucedido de São Paulo e leva uma vida aparentemente perfeita: mora em uma cobertura luxuosa, namora uma mulher lindíssima e pode ter tudo o que quiser. Mas todas as noites é atormentado por um sonho que o leva a um amor de outra vida. Assiste à morte na fogueira de uma jovem. E nesse momento promete: “-Eu me amarei para sempre!”. Quando desperta o sonho fica em sua cabeça. Envolvido por esse mistério, Alan vive dias de angustia. Tudo muda quando ele viaja para uma cidade do interior e encontra uma moça semelhante à que aparece em seu sonho. A profunda emoção que sente ao vê-la confirma que é a mesma pessoa. Essa é a primeira de várias evidências de que nada acontece por acaso. Mas, para seu espanto, a moça foge aterrorizada ao deparar com ele. Agora Alan precisa descobrir quem é essa mulher e qual é a ligação entre eles. Para isso, terá que rever sua existência e descobrir que as coisas realmente importantes não podem ser compradas. Auxiliado pela Terapia de Vidas Passadas, ele se entregará a uma árdua jornada de autoconhecimento. E entenderá que, embora o passado não possa se mudado, há uma nova vida para superar os erros e refazer os laços de amor, em busca de um futuro luminoso.

Alan vive em uma vida de conforto e tem muito sucesso em sua profissão, já no começo do livro, nos deparamos com o terrível sonho que o atormenta, ele sempre vê uma mulher queimando na fogueira e ele falando que iria amá-la para sempre.

Ele não conhece aquela mulher, e não sabe porque sempre tem o mesmo sonho, ele vem de uma família humilde, onde não recebeu muito amor, principalmente da mãe, é meio resistente a essas demonstrações de carinhos, e prometer amar alguém para sempre é algo muito forte para ele. Alan mantém um relacionamento com Erica apenas por aparências, pensando até em se casar com a moça. Mas até ai, falar de sentimentos é uma barreira, para ele é quase como um assunto profissional. 

Ele tem um grande amigo, Tobias, que é extremamente imaturo na minha opinião, e o amigo vive se metendo em confusão, um dia ele liga para Alan dizendo que recebeu uma herança de um parente distante e precisa ir ate a cidade para resolver a questão, já que uma moça está querendo contestar o testamento.

Alan, pensando no amigo e na família dele, resolver ir pessoalmente até a cidade de Holambra para garantir que os direitos do amigo sejam preservados. 

Andando pelas ruas da cidade Alan repara em uma moça andando tranquilamente, quando os dois se olham, ele toma um grande susto, pois é a moça que aparece em seus sonhos, a moça também parece reconhecer Alan de alguma forma, porque sai em disparada, não dando tempo para que ele ao menos consiga conversar com ela. 

Ele fica atordoado com o que viu, afinal como a mulher dos seus sonhos pode realmente existir? Ele conta para Tobias e a esposa do amigo Ana, detalhes do sonho e de como ele se repete sempre no mesmo formato. Ana conta para Alan sobre uma passagem da vida dela em que sofreu um acidente e tem a certeza de que se viu saindo do corpo físico, conheceu então um renomado médico que fazia terapia de vidas passadas, determinado a descobrir o que está acontecendo, ele começa a fazer a terapia e assim começam a surgir fatos que realmente demonstram que ele está resgatando situações de sua vida passada. 

A partir daí ele começa a entender melhor os porquês da vida, a entender sua relação com a mãe, a lidar com a antipática namorada, que ele quer que se torne ex a qualquer custo, e a tentar conquistar a confiança de Ana, que sem saber o porque não confia nele de jeito nenhum. 

O livro é lindo, começa com o autor contando passagens da vida dele e mostrando como chegou ao enredo do livro.

Eu tenho algumas ressalvas, ele é muito descritivo, se o Alan vai fazer um omelete por exemplo, ele diz como ele abre a geladeira, pega os ovos, quebra, coloca sal e pimenta, bate, coloca na frigideira, quando está no ponto coloca fatias de queijo....... sabe é muita descrição. 

Também achei que em certas passagens a história corre demais, tinha mais elementos a serem contados, eu esperava muito mais da reaproximação dele com a mãe, afinal foi um dos temas da regressão, e ai parecia que tinha que terminar a história e então foi feita apenas uma passagem sobre o assunto. As cenas foram corridas e houve pouco aprofundamento.

Eu senti falta de mais enredo, afinal a história é linda, fala sobre a inquisição, sobre caça as bruxas, eu acho que poderia ter se estendido um pouco mais, quando a história é boa a gente não liga pra quantidade de páginas né?

Eu li o livro em um dia, se por um lado eu achei que as passagens foram rápidas, por outro ganhamos agilidade na hora da leitura, um romance leve, com um gostinho de saudosismo. 

E tenho que dizer que mesmo falando sobre vidas passadas ele não é de forma alguma um livro espirita, então independente de religiões ele pode ser lido por qualquer pessoa. A referência maior é que o amor pode vencer barreiras e é maior até que a própria vida

Tem pequenos mistérios na trama e Tobias me fez dar algumas risadas, afinal quem não tem um amigo "enrolado"? e afinal foi através do amigo que ele encontrou Ana, que amadureceu e começou a se questionar! 

Recomendo a leitura para quem gosta de romance, suspense, e quem acredita que na vida sempre exista um motivo para as coisas acontecerem.



Beijos

24 comentários:

  1. Oii Sara!!!
    Não conhecia esse livro apesar do autor ser bem famoso. Achei alguns pontos bem interessantes e me deixaram bem curiosa, afinal o que acontece com essa garota e o cara? Mas por outro lado o fato de ser extremamente descritivo em algumas partes me desanimou. Se tiver uma oportunidade talvez eu leia :)
    Adoorei a nova assinatura hehe

    Beijoos, Greice.

    ResponderExcluir
  2. Geralmente não pensaria em ler um livro assim (não sei exatamente o motivo), mas desde que vi no lançamento fiquei encantada. Uma história que parece realmente bonita e também envolvente. Estou super curiosa para saber como se desenrola e resolve-se o "mistério". Espero ler em breve!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Quando esse livro chegou eu fiquei tentada em lê-lo.
    O fato de envolver advogado me despertou uma curiosidade absurda.
    Eu gostei da história, do fato de haver inquisição, caça às bruxas e outras vidas... ai quanto amor...
    Mas tenho que te confessar que detesto descrições exageradas.
    Agora já não sei se vou ler eeeee tomei um choque com as 3 estrelas e meia... O.O
    Eu tenho um palpite de que o casal fica junto no final!!! hehehehehe

    Beijos
    Chrys

    ResponderExcluir
  4. Ei Sara,

    Eu tenho preguiça deste tipo de descrição, assim se é um romance épico, eu entendo a narrativa descritiva, ou uma fantasia adulta, pq o autor tem que apresentar todo um mundo novo para os leitores. Agora isso de ser detalhista com coisa dispensável me mata de preguiça.
    Achei o enredo interessante, mas acho que este eu vou passar rs.
    abjs

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei do que vc contou e tirou o receio de que é livro espírita, eu tenho um bloqueio enorme com livros deste tipo, acho que o livro sendo regressão eu consigo ler...
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Sara, Chrys :) então ainda não li esse livro, mas o sucesso do Walcyr como autor é maravilhoso, então eu acho que esse livro deve ser muito bonito, as novelas dele pelo menos são encantadoras e de sucesso renomado, minha mamys ia curtir pois tem os elementos que ela gosta! fico encantada por ter a cidade de Homabra como fundo, um lindo lugar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto de livros espiritas mesmo que esse não seja, tem um pezinho lá e eu quero ler, pena que é um pouco corrido, gosto de livros grandes, só não gostei ser tão descritivo também acho que não precisa.Eu não esperava muito desse livro e agora lendo a resenha quero ler, parece bom mesmo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Sara!
    Esse enredo me interessou muito, mas também não curto descrições exageradas, talvez o autor pudesse ter diminuído as descrições e aprofundado melhor nesses pontos que você sentiu falta. Mas ainda estou curiosa em fazer a leitura.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  9. Não sou muita fã de romances..e o fato de vc ter citado que é um livro muito descritivo desanima um tantinho mais..concordo com a Fernanda Assis, ali em cima..o enredo até que é interessante..mas esse não entrará na minha lista de proximos livros. Parabéns pela resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Queria muito ler uma resenha desse livro. Eu tinha visto a Tatá Werneck falando dele no twitter, fiquei com vontade ler. Eu já li um livro do Walcyr Carrasco e na minha opinião nem parece ser a mesma pessoa que escreve as novelas. isso de ser muito descritivo é que me desanimou um pouco.

    ResponderExcluir
  11. Eu nunca li nada do Walcyr Carrasco, mas depois dessa resenha entendi até mesmo um pouco mais das "pirações" dele como roteirista de novela. Esse lance na novela atual (desconheço o nome, flor, porque assisto novelas coreanas - sim, pode rir), da qual assisti poucas e parcas cenas, envolve até mesmo uma morta que se torna uma borboleta (? - ou se manifesta numa borboleta, vai entender). Acho que ele tem inclinações mediúnicas (?) e de vidas passadas, incluindo essas influências nos seus trabalhos.
    Não acho que posso realmente gostar de um livro dele, mas pretendo conhecer seu trabalho em algum momento. Esse livro que resenhou, no entanto, não me atraiu (em nada). Não acho que começarei por ele (rs). Você tem alguma sugestão menos "espiritualista"? (rs)
    Adorei sua crítica. Não tenho nada a dizer sobre sua opinião... Sempre achei que você descreve todos os elementos de um livro (narrativa, enredo, personagens...) e gosto disso. :) O fato desse livro ser bastante descritivo (o seu exemplo do ovo foi até mesmo engraçado - rs) também influencia minha opinião de que não o lerei. :/

    ResponderExcluir
  12. Oi Sara! Gosto de descrições, mas quando são para ambientar o leitor, agora para encher linguiça não é comigo, isso aconteceu em Simplesmente Ana e eu não aguentava mais, se você quiser aprender a fazer pão de queijo e feijoada, lá tem a receita. Falando deste livro eu achei mesmo que fosse espirita, e não gosto de livros assim, foi bom ler sua resenha para ter uma ideia melhor, mas no momento não leria. Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  13. Oiiie!
    Já vi vários livros em que acontece essa aceleração de acontecimentos, nos deixando frustrados, e muitas vezes fora realmente do que aquilo significava. Mesmo assim, assim como você, acho que o livro é bom demais.

    ResponderExcluir
  14. Sara, amei essa resenha. Não tinha ideia de que esse livro falava sobre isso. Quando vi o lançamento de Walcyr carrasco achei que sei lá, fosse uma biografia ou algo chato. Fiquei curiosa agora para ler o livro dele e ver como é a sua escrita, já que estamos sempre acostumados a ver suas produções na telinha da Globo. Beijos e valeu a dica. Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  15. Vou confessar, não gosto do autor, não sei se leria algo dele, a história parece legal, mas não me desperta, provavelmente é por ser desse autor. O fato dele descrever muitas coisas em muitos detalhes não me incomodaria, eu até gosto de livros assim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Aquele momento que vc ta lendo uma resenha e pensando: poxa vou comentar que tem uma pegada de livro espírita aí quando chega no final recebe um balde de água fria. Achei a estória bem interessante, já imaginou como é sonhar com um passado remoto e encontrar está pessoa na vida real? Adoro Walcyr Carrasco, as novelas dele são as mais inteligentes de todas!
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá! Admiro o trabalho de Walcyr Carrasco com as novelas, mas ainda não conheço sua literatura. Juntos para sempre me parece ser uma trama muito interessante porque além do romance, apresenta por traz do seu enredo uma carga histórica que me chama muito a atenção, e acredito que enriquece nosso conhecimento acerca do assunto de uma maneira muito mais leve do que a forma como aprendemos nas aulas de história. Senti falta de saber como o relacionamento se desenrola, (se é que ele se desenrola! hahaha) Quanto a descrição,também acho que descrição demais acaba nos cansando mas também admito que nos ajuda a visualizar melhor a cena. Bjs...

    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Parece bom, mas não me interessou muito....
    Esse detalhes iriam me irrigar muito...

    ResponderExcluir
  19. Descrição demais estraga o livro , ainda não li nada do autor então não posso julgar , mas pela sua descrição já não gostei muito desse ponto .
    Eu li um livro esses tempos sobre terapia de vidas passadas " Só o amor é real" de Bryan Weiss e gostei bastante , pode ser que eu acabe gostando desse também né , quem sabe ?

    Se bem que é o Walcyr né gente , quantas novelas dele a gente assistiu e gostou, acho que ele deve ter a mesma pegada para os livros . Pelo menos é o que eu espero ;)

    http://theloverbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Quero ler esse livro.
    Já li outras resenhas que falaram que certos pontos são corridos demais, pena isso, a história parece ficar incompleta.

    Beijinhos
    http://intheskyblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. O livro me interessou bastante, parece ser uma história realmente bonita, enriquecida com momentos históricos, como já foi comentado. Descrição em excesso cansa, ainda limita um pouco nossa imaginação, mas acho que mesmo assim eu gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  22. As vezes acho que descrição demais estraga o livro, mas nesse até que parece funcionar. Sei lá porque, mas dá uma ideia de visão, de ver cada passo quando se lê assim. É um bom livro mesmo, gosto de ver resenhas dele. Só que ler não sei se leio nem tão cedo =/

    ResponderExcluir
  23. É triste pq sempre que queremos que um livro dure mais ele é pequeno e quando queremos que ele acabe logo ele tem milhões de páginas!
    Apesar da estória parecer bonita não consegui me animar muito a ler, mas talvez em outro momento isso mude.

    ResponderExcluir
  24. O livro parece ser legal, amo coisas que vão pro lado espírita

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!