13 agosto 2013

Maratona "O livro das princesas" - Dia 2

Oi galera!

E hoje continua a Maratona "O livro das princesas". Para lembrar, teremos 3 dias com postagens especiais para vocês, escritos por várias blogueiras, Eu (Chrys) e a Sara do  TCMM, a Cida do Moonlight Books,  e a Camila do No Limite da Leitura.


Hoje é o segundo dia, então vamos conferir a resenha e a nossa opinião a respeito dos dois últimos contos do livro: Eclipse do Unicórnio - Lauren Kate e Do alto da Torre - Patrícia Barbosa. Ontem tivemos as resenhas dos contos da Meg Cabot e da Paula Pimenta, se não viram, não deixem de conferir aqui

Amanhã será especial, uma promoção, onde iremos presentear vocês com 3 exemplares deste livro gracioso!!! Gostaram??? Então mãos à obra e vamos ler e comentar!!!

Ahhh e não esqueçam de divulgar pros amigos!!!


Sinopse: As mais populares autoras contemporâneas norte-americanas, Meg Cabot (Diário da princesa e A mediadora) e Lauren Kate (Fallen), se unem às brasileiras e igualmente bem-sucedidas Paula Pimenta (Fazendo meu filme) e Patricia Barboza (As mais) em uma coletânea que reinventa contos de fadas clássicos e traz para a realidade das crianças e jovens de hoje em dia. Uma Cinderela Dj, uma Rapunzel popstar, a Fera se apaixona por uma supermodelo, e existem unicórnios na história da Bela Adormecida.  O convite partiu da editora Galera e foi recebido com festa. O livro das princesas é o novo clássico.



TCMM 

Eclipse do Unicórnio é o terceiro conto de "O livro das princesas" e escrito por Lauren Kate (Fallen). Nele, a história intercala o ponto de vista de Percy - um jovem de 16 anos que acaba de sofrer uma decepção amorosa e terá que viajar para a romântica Paris, sozinho - e a narrativa em 3ª pessoa, a qual conta a história de Talia que seria A Bela Adormecida que, ao invés de furar o dedo na roca e adormecer, desejaria um unicórnio e furaria seu dedo em seu chifre. O feitiço jogado pelo anjo da justiça em Talia ainda bebê, foi neutralizado pelo anjo do Amor que como presente, lhe possibilitaria acordar, caso o mesmo unicórnio, em um dia de eclipse lhe beijasse.
Definitivamente eu detestei esse conto do começo ao fim, para mim, nada se salva. A começar pela narrativa do Percy, que não é príncipe e tão somente um adolescente frustrado que está triste por ir à Paris sem sua amada Amber. Por mais que a história esteja recheada de recordações da história original, as coisas acontecem sem um propósito, a exemplo, o castigo dado pelo anjo ...... O final é sem pé nem cabeça e devido ao conto ser tão curtinho, não posso falar mais nada sem soltar spoiler... digo apenas que Lauren viajou e se perdeu no caminho! Nota zero.

Já Patrícia Barboza ficou com a incumbência de fechar o livro, com o conto que nos remete ao clássico de Rapunzel. A narrativa, assim como nos dois primeiros contos, é fluida e atrativa.
Camila é uma jovem que mora com sua madrinha em um edifício o qual por ser tão alto, nomeou de A Torre. Quando pequena, Camila teve sérios problemas de saúde e sua madrinha fizera a promessa de que a garota somente cortaria os cabelos, quando fizesse 15 anos. Por óbvio, tendo em vista que seu cabelo estava em um comprimento que ultrapassava o quadril, Camila era frequentemente chamada de Rapunzel por seus amigos. Uma Rapunzel posptar, que sofria bullying como ela mesma e que era ovacionada como a cantora misteriosa e disfarçada da internet. Quando sua madrinha descobre sua brincadeira, expulsa Pedro de sua casa, ordenando que ele não volte nunca mais. Com medo de ter prejudicado a amiga, Pedro sai desorientado e é atropelado. Sob estas circunstâncias e com medo de perdê-lo, Camila descobre-se apaixonada. Será que Laura permitirá esse amor? 
Ai quanto amor por este conto. Muito embora eu não tenha identificado uma razão plausível para tanta raiva e rigor por parte de Laura (madrinha), acho que foi o conto pelo qual mais torci. Sou #teamPedro com certeza e o final, embora previsível, faz você fechar o livro com sonoros suspiros. Nota 5

No Limite da Leitura

Para mim a Lauren Kate foi a que mais “viajou” na hora de escrever. Em Conto de Fadas Moderno, ela se prendeu demais na parte “de Fadas” e, praticamente, esqueceu da parte “Moderno”. É claro que eu não deveria exigir que a estória fosse realista, já que estamos falando da Bela Adormecida, mas ainda assim a autora criou um enredo sem pé nem cabeça, cheio de pontos fracos e falhos. A parte em que Bela é apresentada ao seu povo e os anjos a abençoam (e um deles a amaldiçoa) é tão semelhante ao conto original que me fez pensar em “ctrl + c, ctrl + v”. E, quando finalmente entra o “príncipe” na estória, e pensamos que a coisa vai mudar, Lauren me vem com aquela cena parecidíssima com a última de cena do primeiro filme de Nárnia. Sabe quando os quatro irmãos já estão adultos no final do filme, e eles saem pra andar a cavalo, mas acabam se embrenhando entre as árvores e, de repente, já estão saindo do guarda-roupa outra vez? Pois é. É exatamente assim que acontece no conto da Lauren, e, por mais que o príncipe de meia tigela que a Lauren criou seja um garoto do século XXI, ele age quase como se aquilo fosse uma coisa normal. Fala sério, o garoto passa o conto inteiro apaixonado por outra, e quando olha para a princesa pela primeira vez já jura amor eterno e esquece da ex em 1 segundo? E como se não bastassem as fadas, os anjos, o príncipe bocó e a viagem para outro mundo, a autora ainda me coloca um unicórnio no meio. Espere. Pra falar a verdade, acho que o unicórnio é o único personagem de que gostei nesse conto. 

Já o último conto, de outra autora brasileira, a Patrícia Barboza, pra mim, seguiu o mesmo padrão que o primeiro conto, da Meg Cabot. Ele nem se aprofunda demais como o da Paula Pimenta, nem fica raso demais como o da Lauren Kate. Esse conto me fez lembrar de pedaços da estória da Rapunzel que eu já nem lembrava mais, como a cena em que a princesa chora nos olhos do príncipe, o que demonstrou que a autora soube puxar todos os detalhes do conto original para a sua releitura sem precisar fazer um “copia e cola”. O único ponto em que achei que a Patrícia pecou foi na hora de criar uma vilã, que no caso é a madrinha da Camila (minha xará!). A autora não soube criar um motivo convincente para a madrinha a prender na “torre”, e também não soube fazê-la realmente ser má, apenas, rigorosa.  

Pra mim, dentre todos os contos, o da Paula Pimenta foi de longe o que mais me agradou e convenceu. Lauren Kate me decepcionou extremamente nesse livro e, se tive que dar 3 estrelas para o livro, foi com certeza graças ao conto dela. O contraste entre esses dois contos é bem grande, fazendo com que os outros dois, o da Meg e o da Patrícia, acabem ficando equiparados no meio termo. Infelizmente encontrei alguns erros de revisão, mas eles são razoáveis. Em compensação, a diagramação e a capa criadas pela Editora Galera Record ficaram excelentes, fazendo da leitura algo bem mais agradável.  


Moonlight Books


Lauren Kate e seu Eclipse do Unicórnio mostra de um lado, Percy, um jovem vivendo sua primeira desilusão amorosa, e tendo,  mesmo que deprimido, que viajar para França. Do outro lado, na verdade, mil anos antes, temos a princesa Talia, sendo amaldiçoada à um sono eterno pela picada do chifre de um unicórnio. E assim, estes dois destinos, unem-se no interior da França, claro que um toque de magia e uns anjinhos, e sob um eclipse, vivemos outro belo conto de fadas. 
Lauren Kate ama anjos, é inegável, e de forma sutil, os insere neste conto. Sucinto e leve, mostra que nunca devemos desanimar frente as adversidades da vida. É muito bacana observar as mensagens que cada autora procura trazer ao leitor. Eu gostei muito por ter a oportunidade de estar novamente no universo angelical, afinal a série Fallen deixou saudades, no entanto este conto não é tão passional quanto a história de Daniel e Luce.

Patrícia Barbosa e Do Alto da Torre, trabalha a aceitação, esta é sua lição com sua Rapunzel. Ela é Camila, nossa princesa que sonha ser cantora e é fã de Kate Perry. Ela e seu príncipe exalam doçura e meiguice. Milla é uma graça de menina. Órfã, criada pela madrinha, ilustra seus sonhos com as canções de sua diva. 
Patricia Barboza fecha o livro com o conto mais açucarado, não por causa do romance delicioso, mas por sua protagonista cativar e aquecer nosso coração.

Fechando o livro, posso dizer, que na minha opinião, Paula e Patrícia trouxeram os melhores contos, mesmo breves, são perfeitos e completos. O de Lauren é mais mágico, até mesmo impossível de ser vivido, mas gostei pela fantasia. Só Meg que me deixou com as expectativas não atendidas. No geral gostei muito do livro e adoraria um segundo volume, afinal estas princesas já ganharam lugar no meu coração. Nota final, 4 estrelas.



"Acho que a magia dos contos de fadas está justamente aí. Não é matar o dragão, escalar a torre ou derrotar a bruxa. A Priscilla, para variar, diria que isso é um clichê, mas a magia está justamente em encontrar o amor e a felicidade nas situações mais simples. E isso é bom, já que está lá para qualquer um que se permita enxergar..." (Do alto da Torre, Patrícia Barboza)

Amanhã tem mais galera.

Beijos




38 comentários:

  1. Chrys é bem legal vocês escolherem uma autora nacional e uma estrangeira pra comentar como elas desenvolvem suas histórias, achei linda essa forma de fazer uma releitura. como você afirma a Lauren puxa pro mundo dos anjos e isso em atrai nela, pela forma como ela os coloca na história. Ainda não li nada da Pat, mas espero logo ler!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila,
      Dividimos de acordo com a divisão do livro, que já fez isso automaticamente.
      Leia e depois me conte!

      Beijos

      Excluir
  2. A Bela Adormecida sempre foi o conto que menos gostei (dentre os mais famosos) e pelo visto vou continuar sem gostar. Não conheço a autora para comparar com outro livro, mas aparentemente ela destoou do resto, fazendo uma história bem pior. Rapunzel parece ótima!
    Ai ai, estou doida por este livro!!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também Ana!
      Esse conto ficou completamente fora do contexto... o que menos teve foi história da princesa, por mais que ela estivesse dormindo, mas ela focou muito em um garoto qualquer, que não tinha poder nenhum de acordá-la... sem noção! rs

      Beijos

      Excluir
  3. A Lauren bebeu quando fez o conto? Porque unicórnio? e a modernidade onde fica?
    Fico contente que a Pat conseguiu fazer uma história legal da Rapunzel.
    Os contos são curtinhos mesmo? ahhhhh
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana,
      Quando vc ler vc me responde essa pergunta que vc fez...kkkk
      Eu queria fazer essa pergunta na resenha, mas achei anti-ético! rsrsrsrs
      No mais o livro vale muuuito a pena!

      Beijos

      Excluir
  4. Parece que os contos das autoras internacionais não foram muitos bons pelo menos é o que eu estou achando pelas resenhas que estou lendo, ainda falta esses dois ultimos contos pta ler dei uma parada na leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O da Meg eu gostei, mas te garanto que nossas autoras superaram todas as expectativas!!! Muito bom!!!

      Beijos

      Excluir
  5. A Bela Adormecida ....Esse não foi um que me interessou muito quando vi o livro com as autoras, mas achei a história fofa. A ideia parece ser boa, queria conferir também. Só que....aah, fiquei mais interessado pelos outros. Vendo do lado nacional a coisa ficou muito mais boa. O dai Paula Pimenta vi só coisa boa sendo dita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris,
      O livro vale a pena sim, amanhã fique ligada aqui nos posts!
      Estamos (Brasileiros/as) arrasando!

      Beijos

      Excluir
  6. Adorei a ideia do do unicórnio no conto da Bela Adormecida que pena que você não gostou :(
    Rapunzel é um dos contos de fada que eu mais gosto, então acho que não ter como eu não gostar de Do Alto da Torre <3
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  7. Acho o conto da Bela adormecida o mais chato, então não me espanta essa "adaptação" não ter sido legal.
    Rapunzel eu gosto, parece ter ficado bom.
    Pelo que li nos dois dias da maratona acho que o da Paula também seria o que eu mais gostaria.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Uau meninas, vocês me assustaram com a resenha!! kkkk Detestaram o conto do início ao fim?! Poxa, que pena, é ruim quando essas coisas acontecem, mas enfim, acontecem. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  9. Como comentei no outro blog, mesmo tendo estes pontos negativos, eu gostei e vou conferir.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  10. As resenhas ficaram ótimas. Achei uma dó o conto da Lauren não ter superado as expectativas.
    E pelas resenhas, acho que o melhor mesmo ficou para Paula Pimenta, nunca li nada da autora e agora fiquei super curiosa.

    ResponderExcluir
  11. Estou super curiosa para ler os contos, ainda mais sobre o da Paula, já que falam tão bem sobre ele.

    ResponderExcluir
  12. Poxa é triste saber que esses contos não agradaram, na verdade fiquei assustada com a sinceridade de vocês!

    Um super beijo

    ResponderExcluir
  13. Amo demaaais essas autoras, to tão ansiosa pra ler esse livro, mesmo depois do que vocês escreveram!

    ResponderExcluir
  14. Flor

    Tenho quase certeza que não gostei muito da ideia da releitura de Eclipse do Unicórnio. Sei lá uma mistura meio estranha de anjos, fadas, unicórnios e ainda uma viagem para anos antes!!! Preciso ler primeiro pra ter uma opinião decisiva. Já o conto de Patricia me causou muitaaaa curiosidade. Parece ser bem bacana! Fiquei muito contente em saber que as brasileiras se saíram super bem!!!
    Adorei a maratona!
    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Menina eu adorei,
    estou doida para ler este livro, os contos parece ser lindos.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  16. Hello,

    Não li Fallen ainda, tenho desejo de ler, e achei o título' O Eclipse do Unicórnio' um pouco nada ver, mas só lendo mesmo pra saber.
    Com sua resenha e sabendo que a Camila é fã de Katy Perry fiquei louca pra ler.
    Estou adorando essa maratona.

    XOXO
    Gaby
    http://gabriellasm-1993.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eclipse do Unicórnio numa versão meio "A Bela Adormecida"?! Oh meu Deus, eu sou muito apaixonada por contos de fadas, até porque super fizeram parte da minha infância. Lauren Kate arrasa!

    ResponderExcluir
  18. Mais um post maravilhoso, bom saber a opinião de três blogueiras cada uma com sua personalidade.
    Fico mega orgulhosa pelo conto da Paula Pimenta estar sendo o mais elogiado no livro, ela realmente é a melhor no que faz!!!!
    Que pena o conto da Lauren não suprir o esperado, mas como disse a Cida deve valer pela magia e fantasia.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  19. ansiosa pra ler o livro ... muito.

    adoro livros assim!

    ResponderExcluir
  20. Eu realmente gosto da Lauren Kate mais acho que ela acaba se perdendo sempre nas suas histórias..tipo Fallen tinha potencial para ser SENSACIONAL mais ela acabou errando na história...E pelo jeito errou mais uma vez nesse conto..uma pena..acho que as histórias dela sempre tem tanto potencial..
    Quanto a Patrícia não conheço sua escrita então não tenho muito o que dizer...só posso esperar para conseguir ler e ter uma opinião em um futuro.

    ResponderExcluir
  21. Quando olhei para capa achei super fofo..li a resenha interessante.

    ResponderExcluir
  22. Oi Chrys!
    Fiquei curiosa em saber o que o unicórnio tem a ver com a história no 1º conto o.O
    Num livro de contos, sempre uns se sobressaem mais que outros, mas foi legal vocês fazerem a resenha tripla porque podemos ter diferentes pontos de vista.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  23. Oii Chrys! Sério que o conto da Lauren é assim tão ruim? Não imaginei! Achei que o da Meg e o da Lauren seriam os melhores, mas parece mesmo que Paula e Patricia arrasaram. É ótimo ver que autoras nacionais se saem melhor que as outras hehe. Só posso dizer que fiquei com mais vontade do que antes pra ler esses contos e conhecer então o que é Paula Pimenta e Lauren Kate, afinal nunca li nada das duas :/
    Vou dizer de novo que adorei a ideia de vocês dessa resenha em conjunto porque vi que suas opiniões são divergentes ;)

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
  24. Gostei da resenha tripla, porque dá pra saber a opinião de cada uma sobre os contos e ver que algumas as vezes são diferentes. Em relação ao conto da Lauren, dá pra ver realmente que é bem fantasioso! Mas acho que só saberia dizer se gostaria ou não, lendo mesmo! Adorei o da Patrícia! *-* No geral, dos quatro contos, os que eu mais gostei foi os das nossas escritoras brasileiras, Paula e Patrícia.

    ResponderExcluir
  25. Não é a primeira vez que vejo alguém dizer que o conto da Paula Pimenta foi o melhor do livro (rs). Estou até ansiosa para conhecer (e veja que estive subestimando o livro por um bom tempo). A Lauren Kate não é uma autora que merecesse todo o sucesso que tem, em minha opinião. Os fãs que me perdoem, mas o livro mais decepcionante que li neste ano foi Fallen (e estou com Tormenta aqui em mãos prestes a ser lido quando estiver sofrendo uma crise de hipocrisia por falar mal de uma série que ainda não li inteira - rs).
    Enfim, não esperava que Lauren Kate realmente se superasse... Mas também não esperava que a Paula Pimenta pudesse ir além de tudo! :D Ainda quero ler Azar o Seu, mas tenho minhas ressalvas quanto ao livro dela. É porque a ideia inicial é muito parecida com um dos meus livros favoritos e tenho medo de me decepcionar. De qualquer modo, lerei... Isso é certo.
    Adorei esse segundo post da maratona!!!!

    ResponderExcluir
  26. Adoro resenhas assim, opiniões tão distintas e diferentes. Uma não gostou da autora de Falle, já outra adorou, enquanto outro se descepcionou com Meg rsrsrsrrs demais!
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Olá!!! Tenho sérios problemas com Lauren Kate,e não acho que foi só nesse conto que ela viajou! Tive uma péssima experiencia com Fallen e da mesma forma como esse parece reproduzir As Crônicas de Nárnia, vi coisas em Fallen que parecia mais um episódio de Digimom. As falhas da autora são gritantes, e não ha como ser ignoradas, as histórias não tem uma unidade e são fantasiosas e sem nexo demais para ser fruto de um trabalho literário qualificado! Quanto ao conto da Patricia não consegui formar uma opinião sobre ele, acho que só lendo para entender! Bjs...

    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Adorei a resenha.
    Só me deixou com ainda mais vontade de ler o livro.
    Pelo que vejo, nossas autoras nacionais deram um banho na Meg e na Lauren.
    Não li ainda nada de nenhuma delas, mas a Paula Pimenta surpreendeu a vocês e me surpreenderá também.
    Que pena que a Lauren viajou tanto, acho que se fosse um livro só pra ela, ela amarraria as pontas soltas do conto dela.

    ResponderExcluir
  29. Eu preciso demais desse livro!!!
    Quero muito ler os contos já q sou apaixonada por conto de fadas!!! Fico com pena da Lauren, ninguém gostou do conto dela rsrsrs mas os outros parecem ser lindos!!!

    ResponderExcluir
  30. Gente eu detesto unicórnios !!!!! Desculpa ai quem gosta , mas é a coisa mais ridicula que eu já vi , e só pelo fato da Lauren ter injetado eles no conto , perdi a vontade de ler , acho que vou pular esse conto quando estiver com o livro em mãos .
    Mas enfim , acho que apesar desse "pequeno" deslize da Lauren , o livro ainda vale a pena , visto que temos mais três autoras inclusas ai .

    Estou amando essa maratona , e achei super fofo vocês todas se juntarem para fazê-la , parabéns minhas flores *_*

    http://theloverbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Achei bacana ter uma escritora nacional e uma internacional, acho que mostra um desenvolvimento completamente diferente ( ou talvez não). Eu preciso muito ler esse livro, parece ser muuuito bom!

    PS: Vejo que você comentou sobre Fallen, só eu que achei o primeiro livro sem sal? Acabei nem continuando a série por não ter gostado do primeiro livro.

    ResponderExcluir
  32. Eu amei a ideia desse livro, acho que autoras divas deveriam lançar mais livros juntas. kk Esses dois últimos contos são relacionados a personagens que eu conheço bem pouco, então as expectativas são relativamente baixas. Mesmo assim, não curti muito a releitura de A bela adormecida, porque me pareceu muito dramático.

    Beijinhos, Mallú Ferreira
    semclichesporfavor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Nossa, já percebi que estória da Lauren não agradou muito. Uma pena que quando tem a oportunidade de fazer uma releitura ela ficou tão presa ao conto de fadas.
    O da Patrícia parece que ficou no meio termo, mas só lendo já fiquei torcendo para o Pedro rsrs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!