18 abril 2013

[RESENH@] @mor - Daniel Glattauer


Três minutos depois
Re:
Não se pode repetir os velhos tempos. Como o nome já diz, esses tempos são velhos. Novos tempos não podem nunca ser como os velhos tempos. Quando se tenta, eles parecem tão somente antigos e gastos, como aqueles pelos quais se suspira. Não se deve nunca lamentar o tempo que passou. Quem lamenta pelo tempo que passou está velho e de luto. Posso lhe revelar uma coisa? Eu não queria mais nada além de voltar pra casa — pro Leo.

50 segundos depois

Fw:
Isso é lindo, que por vezes você se sinta como voltando pra casa, pra mim!
Achei a ideia deste livro simplesmente formidável, entretanto, tive vontade de joga-lo pela janela.

Daniel Glattauer nos apresentou uma temática real em tempos onde reina a tecnologia. Falo por mim, que fico com o computador ligado 18h por dia, com e-mail aberto em tempo integral e notificador com alerta, para que mesmo que eu esteja fazendo alguma coisa, possa saber que existe uma nova mensagem! Dependente? sim, eu sou!

Emmi Rothner deseja cancelar a assinatura da revista Like, entretanto, ao invés de digitar like, digita lieke e o e-mail vai parar na caixa de entrada de um desconhecido. Ao ser ignorada e não percebendo a gafe, Emmi Roethner insiste e acaba sendo mais rude, o que provoca uma resposta pelo destinatário Leo Lieke.

Este foi o estopim para que ambos começassem a trocar mensagens sem nem ao menos se descreverem fisicamente, nem divulgarem suas idades. Ela uma web designer  ele, psicólogo atuante na área de linguagem dos e-mails, começam a tentar se descobrir fisicamente e suas personalidades e gostos através da escrita.

O pouco que cada um revela sobre si mostra-se essencial para o desenvolvimento da história. Emmi é casada com um homem mais velho e madrasta de duas crianças. Normalmente sarcástica e bem humorada, às vezes enciumada e ansiosa. Com um casamento perfeito e que funciona muito bem. 

Ele, é solteiro e acabara de ser trocado por um piloto espanhol. Sagaz e inteligente, pela linguagem ele é capaz de definir e criar uma Emmi perfeita em seu subconsciente.

As mensagem começam a ficar cada vez mais frequentes, mais urgentes criando assim uma dependência virtual entre eles, sem que eles nem mesmo saibam quaisquer detalhes de suas vidas pessoais.

O clímax de muitos e muitos mesmo e-mails versa sobre os prós e contras de um encontro pessoal, fazendo-os pensar: Se você já encontrou a pessoa perfeita, porque arriscar conhecê-la???

Se eles se encontram, se houve ou não decepção, vocês só vão saber lendo!

********

Li @mor em menos de 24h e confesso que lia ansiosamente pois me senti atraída pela novidade da escrita totalmente epistolar, como também para saber se iam descobrir mais de si mesmos e principalmente se iam ou não se encontrar pessoalmente.

Só descobri isso no último e-mail, na última página e confesso que o final foi um tiro no pé... no meu pé!!! 

Só não me arrependi desse investimento de tempo pois consegui fazer algumas reflexões importantes sobre a realidade que estava ali envolvida e consequentemente sobre a vida. Sim, sei que está ficando repetitivo, mas desenvolvi esse hábito de extrair coisas boas de coisas ruins e isso têm feito com que eu enxergue uma mesma coisa sob diversas percepções e vou lhes contar sobre as que tive com @mor!!!

Dei 3 estrelas, por gostar do desenrolar da história, contudo fiquei muito, mas muito brava com o final. Espero que realmente tenha continuação como foi propagado pela blogsfera.

Novamente conto a vocês que tive um certo grau de envolvimento com a história por essa minha fissura com a internet. E se eu já vivi uma história de amor virtual? Não, não vou lhes contar!

Li algumas críticas no que concerne ao fato de o livro não ter abordado algumas questões pessoais e extra e-mails dos personagens, me desculpe quem pensa assim, mas a ideia era justamente essa!!! Era fazer com que a gente soubesse o que ambos sabiam e isso se resumia ao conteúdo dos e-mails.

Analisei e refleti sobre a influência da tecnologia nos dias de hoje, definitivamente tudo se modernizou a ponto de relações amorosas começarem via e-mail, chat, site de relacionamentos, etc... Seria a maneira certa de conhecer alguém em sua essência? Uma maneira pura, pois você tem a oportunidade de gostar da pessoa e não sua imagem? Perigoso de forma que você não sabe quem realmente está do outro lado... Já pensei nisso tudo e posso dizer que não existem regras além da que diz que a internet comanda nossas vidas até em questões emocionais.

O apego, a forma como conseguimos desabafar com pessoas estranhas pelo fato de não estarmos sendo vistas, a dependência, a ilusão, pensei em tudo isso ao ler @mor.

A aproximação do casal e consequente intimidade pode ser percebida pela maneira que escrevem, que vai além das palavras expressas, presente nas entrelinhas, como por exemplo a maneira como assinam as mensagens. Emmi inicia o relacionamento virtual assinando E.R, depois E. Rothner, Emmi Rothner, Emmi, sua Emmi, etc...)

Leo analisa os traços de personalidade implícitos de Emmi pela maneira como ela escreve e isso foi deliberadamente fantástico!

Quatro dias depoisAssunto: Perguntas em abertoPrezada senhora Rothner,perdoe-me por somente agora entrar e contato, no momento as coisas estão um pouco  complicadas para mim. A senhora queria saber como eu erroneamente estimei que, para cometer seu erro do "ei", a senhora não havia necessitado de mais de 20 segundos. Pois bem, seus e-mails parecem ser "cuspidos", se me permite esta avaliação. Eu poderia jurar que a senhora era alguém que escreve e fala rapidamente, uma pessoa agitada, para quem o dia não decorre depressa o suficiente. Quando leio seus e-mails, não vejo aí qualquer pausa. Eles me parecem em termos de tom e ritmo, impulsivos, esbaforidos, enérgicos, acelerados, até mesmo aflitos. Do jeito que a senhora escreve, nunca seria uma pessoa com pressão sanguínea baixa. Parece-me que seus pensamentos espontâneos fluem desenfreados nos textos. E com isso destaca-se sua segurança com a língua, uma relação hábil e bem afiada com as palavras. Mas se agora a senhora esclarece que gastou mais de três minutos com seu e-mail com o "ei", então devo concluir que pintei, entretanto, um retrato falso da senhora.




O sentimento de: "Que???????" O.O que eu tive ao terminá-lo aflorou uma raiva dentro de mim a ponto de eu pesar: "Que M..., porque perdi meu tempo lendo isso?, porém isso foi passando lentamente conforme fui refletindo sobre sua subjetividade.

Eu gostei de ambos os personagens, odiei Bernhard Rothner e gosto do livro mais agora do que há 5 minutos.

Eu recomendo a leitura, mas acredito que devam esperar pela tal continuação para não o avaliarem mal.

Me contem vocês! qual a influência da internet em suas vidas? Já fizeram amizades virtuais? amores virtuais? O que acharam do livro??? Me contem tudo... hehehe

Beijos



24 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Chrys! Já li @mor e amei! E sim, o livro terá uma continuação, e segundo a editora, será publicado ainda em 2013. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ufa Vanessa, que bom que é logo!
      Você me deixou mais aliviada agora!!!

      Beijos

      Excluir
  2. Não é a primeira resenha que vejo dizendo que o final não foi dos mais agradáveis, o que me deixa curioso para saber o que acontece nele para não agradar. Ainda assim, não sei se estou preparado para ler esse livro. Mas foi uma ótima resenha. - Felipe (A Hora do Livro)

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, fiquei feliz por sua confusão com o livor! haha
    Você parece ser igual em relação a algumas leituras!
    Sempre vejo mesmo o pessoal comentando de que o livro é rápido, são poucas páginas e a narrativa tem a ajuda de vários e-mails, o que as folhas terem poucas palavras compara a um livro "normal", digamos...
    Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga! Eu li o livro e fiquei surpresa com o final, mas tem continuação, então muita calma nessa hora. Eu gostei da história e dei boas risadas com o casal, os porres de Leo são hilários.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Assim que saiu o livro eu comecei a ler, sem interesse mesmo, pq havia ganho num concurso cultural. A ideia era nova ainda, um livro todo contado a partir de e-mails trocados... Achei cansativo e chato e abandonei. Pelo Skoob consegui uma troca imediata, todos queriam ler!
    Não em arrependo, pq sua resenha tirou uma culpa de cima de mim, rsrs...
    Depois de ler 'Extraordinário', q tb tem um bom trecho de troca de e-mail e mensagens SMS, achei bem interessante, mas dentro do contexto do livro. Um livro inteiro de mensagens acho que não dá pra mim.

    ResponderExcluir
  7. Já fiz amizades virtuais, amores nunca! Gostei da resenha mas acho que só leria esse livro se ganhasse, porque tem outros na frente que prefiro gastar o dinheiro com eles!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. eu fiz bastante amizades virtuais, smepre tive curiosidade sobre esse livro, parece tão bonitinho, mas agora fiquei meio assim com o final o bom é que vai ter outro livro, uam continuação

    ResponderExcluir
  9. Não... Não me atrai. Apesar de essa coisa de amor e amizades virtuais ser bem interessante. Já fui criança, vivi tempos de fake. Consegui me apaixonar perdidamente (ou achei). Mas por tudo que já li, ele não seria um dos meus candidatos a leitura.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei com muita vontade de saber o final do livro e entender porque você ficou com vontade de lança-lo pela janela.

    Adorei a premissa que é muito criativa.

    ;)

    http://pseudonimoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Chrys!
    Achei a proposta do livro inovadora, mas esse final (que pelo jeito é em aberto) me deixaria furiosa com certeza. Acho que vou esperar o lançamento do próximo e as avaliações para resolver se lerei ou não.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  12. Ainda não me sinto completamente atraída pelo livro, mas que fiquei curiosa para saber o final, isso sim! Quem sabe eu o leia em um outro momento!

    ResponderExcluir
  13. Primeiramente eu achei muito legal a resenha e eu gostaria de ler esse livro, pois adoro um romance como esses impossível e achei bem legal, os dois ficarem trocando e-mais, tomara que eu consiga ler esse livro.

    ResponderExcluir
  14. Agora fiquei curiosa para saber o que acontece nesse final para ter te deixado tão enraivada. Consegui o e-book do livro e quero ler logo porque achei a ideia do escritor muito legal.
    Já fiz amizades virtuais, inclusive uma muito boa na blogosfera literária.
    Gostei da resenha Chrys e fiquei muito mais curiosa do que já estava pelo livro.
    Bjs, Greice.

    ResponderExcluir
  15. Loucura esse livro, o jeito de contar a história com emails foi bem diferente. Esperei que isso mudasse mas era o livro todo assim....sei lá, se tivesse uma parte texto talvez fosse ainda melhor, mas eu gostei de qualquer forma. Bem bom de ler.

    ResponderExcluir
  16. Estou bem curiosa pra ler esse livro, algumas pessoas nao gostaram dele porem tenho curiosidade pra lelo, por conta dessa 'coisa' de internet e o mundo atual em que vivemos, acho muito legal. Espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  17. Ah a sua resenha foi a menos positiva que li desse livro, mas gosto é gosto né, rsrs.
    Eu tinha interesse em lê-lo, mas depois que soube que tem mais uns 2 livros, desmotivei. Estou fugindo de séries...
    Já fiz ótimas amizades virtuais. Pessoas maravilhosas que talvez nunca as veja pessoalmente, mas são muito importantes em minha vida!
    ;)

    ResponderExcluir
  18. Amo demais esse livro!!
    Ja li a continuação também e quero cada vez mais!!
    Amei a resenha
    Bjuzz

    ResponderExcluir
  19. Amoooo esse livro, o jeito que eles se escrevem me fez devorar e fez com que ele se tornasse um dos meus livros preferidos
    Ja li a continuação também "Emmi e Leo - A Sétima Ond@" e só posso dizer que quero mais,me apaixonei pelos personagens!
    Amei a sua resenha Parabéns!!
    Bjuzz

    ResponderExcluir
  20. Meio que brochei pq eu esperava outra coisa desse livro. To com ele aqui, mas agora já sei que não vou ter que ler tão cedo rsrsrsrs
    ahahahaha
    eu gostei da resenha, li poucas desse livro, mas nenhuma tão clara e sincera, e cheia de sentimentos qto a sua, flor

    bjokas!

    ResponderExcluir
  21. Olá Moça!!
    Nossa, eu amei amei amei esse livro, haha.
    Li ele na Saraiva, mas ainda quero o físico aqui em casa :)

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
  22. Primeiro: Amei sua resenha!
    Eu imagina o livro um pouco diferente, achava que os personagens eram mais velhos... Agora que a continuação já saiu vou procurar ler o livro, pelo menos não vou correr o risco de ficar revoltada com o final haha.
    Eu já fui bem mais viciada em internet, agora praticamente quase não entro em redes sociais. Mas fiz ótimas amizades.

    ResponderExcluir
  23. Eu já li o livro e tive a mesma reação que você no final. Mas ao contrário de você não fiquei esperando publicarem, li em espanhol mesmo a continuação para diminuir minha raiva do autor (que era muita).
    O segundo livro é curtinho também e mesmo eu ficando com raiva durante o livro, era muita enrolação para mim, o final foi satisfatório e acredito que você vá gostar.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!